Painel eletrônico terá novo cenário em dias de reuniões plenárias no auditório da CMM

Foto: Robervaldo Rocha/Dircom

Em funcionamento desde o fim de agosto, o novo e moderno painel eletrônico da Câmara Municipal de Manaus (CMM) irá funcionar normalmente, na estrutura que começou a ser montada esta semana no auditório Zany dos Reis, para adequação ao projeto de reforma do plenário Adriano Jorge e do miniauditório, da casa legislativa. O equipamento irá executar as mesmas funções, só que com um cenário novo, cuja flexibilidade foi trabalhada de forma estratégica desde o projeto inicial, para possibilitar a utilização de vários cenários, independentemente do local onde sejam realizados os trabalhos.

No Zany dos Reis, o painel atenderá, sem nenhum problema, a requisitos como registros de presença e voto, resultados das votações e tempo de fala na tribuna, entre outros, a exemplo do que ocorre no Adriano Jorge. As sessões plenárias do poder legislativo municipal recomeçam no próximo dia 25.

A garantia para o bom funcionamento do painel e de toda a estrutura montada no Zany dos Reis foi dada pelo próprio presidente Joelson Silva (PSDB), nesta quinta-feira (14), durante a apresentação do projeto da obra, feita com o apoio da equipe de engenharia da CMM, capitaneada pelo diretor de Gestão e Tecnologia da Informação, José Maria de Jesus Júnior.

“Isso ratifica o investimento correto que fizemos. O painel vai permitir que qualquer legislatura da Câmara possa usar essa tecnologia de ponta, pois endossa o trabalho moderno desta casa. Vamos estar realizando as sessões no segundo andar do prédio, mas usando a tecnologia do painel eletrônico. O cidadão vai continuar acompanhado todas as ações que eram realizadas no plenário com a mesma qualidade e dinâmica. É a Câmara acompanhando a tecnologia. Isso é trabalho e responsabilidade”, disse o presidente.

Com prazo estimado de 90 dias para conclusão, a previsão é que o novo plenário Adriano Jorge volte a funcionar no início dos trabalhos da quarta sessão legislativa da 17° Legislatura, em fevereiro de 2020.

Catorze anos

Desde que foi transferida para o bairro São Raimundo, zona Oeste, há 14 anos, a CMM jamais passou por uma reforma tão significativa como esta que começa a ser feita no plenário Adriano Jorge e miniauditório da casa, que é acoplado ao Memorial Carlos Zamith e é onde funciona a sala de cinema Silvino Santos. Neste último está prevista a instalação de uma cabine de som e a troca de piso, forro e iluminação. O palco também será rebaixado para uma melhor visualização das reuniões e apresentações.

Já no plenário Adriano Jorge, o projeto prevê a instalação de duas abas, uma em cada lado do plenário, além da instalação de forro do tipo drywall (mais versátil e durável), que servirá para manter o ambiente sempre limpo e devidamente nivelado, preso à laje.

Outra mudança será efetuada no piso, que atualmente é de madeira. O local terá cerâmica e carpetes de nylon antialérgicos, anti-fungos e anti-chamas.

O novo plenário receberá, ainda, a instalação de novas luminárias, que serão embutidas em forro acartonado, com lâmpadas de led, além de pintura e instalação de placas acústicas Sonex nas paredes e forro, para isolamento térmico e acústico, além de extensão da galeria que ganhará mais dois espaços nas laterais.

Modernização

A revitalização das duas áreas faz parte do projeto de modernização da CMM, projetado desde o início do ano pela gestão do presidente Joelson Silva, e já possibilitou a criação da Rádio Câmara Cidadã, em parceria com a Câmara dos Deputados; a instalação de um painel eletrônico de alta tecnologia; e as inserções da TV Câmara em canal digital e da plataforma e-Democracia (por meio do programa Interlegis), ambos frutos de cooperação técnica com o Senado Federal.

Antecipação

A realização da obra segue em caráter de urgência. Para iniciá-la, Joelson Silva precisou convocar duas sessões extraordinárias compensatórias esta semana, com o objetivo de evitar qualquer prejuízo aos trabalhos do poder legislativo municipal diante da mudança.

A mudança dos equipamentos e das bancadas começou a ser efetuada na quarta-feira (13), com disponibilização dos mesmos serviços de infraestrutura e recursos tecnológicos para funcionamento do plenário provisório, incluindo marcação de presença e votação digitais dos vereadores. Os trabalhadores de retirada das poltronas do auditório, onde ficarão 41 bancadas, também estão a todo vapor.

A previsão é que a tarefa termine no dia 23 deste mês (sábado) e que o auditório Zany dos Reis receba a primeira sessão já no dia 25 (segunda-feira).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here