Operação “Paz na Nobre” desarticula tráfico de drogas na Zona Norte

O grupo preso vai responder pelo crime de tráfico e associação ao tráfico
O grupo preso vai responder pelo crime de tráfico e associação ao tráfico
O grupo preso vai responder pelo crime de tráfico e associação ao tráfico

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação do 26° Distrito Integrado de Polícia (DIP), deflagrou nesta segunda-feira (24), com o apoio da Polícia Militar, a Operação “Paz na Nobre”, com o objetivo de desarticular o tráfico de drogas na comunidade Nobre, localizada no bairro Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus.

As investigações começaram a partir de denúncias anônimas feitas por moradores ao número da delegacia, que informavam a comercialização de entorpecentes na área.  Com os dados levantados, por volta das 10h, as equipes policiais efetuaram as prisões de quatro pessoas, além da apreensão de entorpecentes e uma arma.

Foram presos Sávio Silva Albarado, 18, Andreia Karolina Santil Correa, 26, Luis Alberto Pinto de Souza, 42, o “Beto”, e Aflanio Hedilberto Costa de Oliveira, 19.  Segundo o coordenador da operação “Paz na Nobre”, Delegado Titular do 26º DIP, Walter Cabral, Sávio e Andreia foram presos em um dos barracos da comunidade. Com a dupla foram encontradas 107 trouxinhas de substância com aparência de maconha e oxi.

As investigações começaram a partir de denúncias anônimas feitas por moradores
As investigações começaram a partir de denúncias anônimas feitas por moradores

Luis foi preso em um outro barraco. Com ele os policiais encontraram uma arma de calibre 38 com numeração raspada. Já Aflanio foi preso após disparar contra os policiais militares da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) um rojão, uma espécie de fogos de artifício. O artefato acertou a viatura da PM e feriu levemente um policia militar, que passa bem.

O pai de Aflanio, conhecido como “Loiro”, também foi detido. Após a prisão do filho ele foi à delegacia, embriagado e conduzindo uma motocicleta, e causou tumulto no local.

“Deflagramos a operação para dar uma resposta à comunidade que fez as denúncias e trazer a paz novamente aos moradores. Pessoas são prejudicadas porque esses crimes de tráfico e posse de arma geram conflitos”, ressaltou Cabral.

Na delegacia, Sávio e Andreia foram autuados pelo crime de tráfico e associação ao tráfico (Artigos 33 e 35 da Lei n° 11.343/06), Luis por posse ilegal de arma de fogo (Artigo 14 da Lei n° 10.826/06) e Aflanio pelos crimes de tentativa de homicídio e dano ao patrimônio público (Artigo 121, combinado com 14, do CPB e Artigo 165). Após a realização dos procedimentos necessários, eles serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde vão aguardar a decisão da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here