Operação é deflagrada para desarticular grupo que desviou milhões em impostos no AM

Mandados de prisão e de busca e apreensão acontecem em Manaus e no interior ─ Foto: Divulgação

Sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), a Polícia Civil, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) e a Polícia Militar deflagram, desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (02), a operação “Sanguessuga” para desarticular uma organização criminosa responsável por fraudar mais de R$ 30 milhões em impostos estaduais e federais no Amazonas. Estão sendo cumpridos 83 mandados de prisão, busca e apreensão em Manaus e no interior.

Mais de 300 agentes da Polícia Militar, Polícia Civil, Detran-AM e SSP-AM estão à procura dos alvos dos mandados prisionais. O secretário de Segurança, Coronel Louismar Bonates, está no comando operacional ao lado da Delegada-Geral da Polícia Civil, Emília Ferraz, do Comandante-Geral da Polícia Militar, Coronel Ayrton Norte, do diretor do Detran-AM, Rodrigo de Sá, e do titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos, delegado Cícero Túlio.

A operação Sanguessuga é fruto de investigação da DERFV com colaboração do Detran-AM. Mais informações serão fornecidas em coletiva de imprensa prevista para às 11h, na Delegacia Geral da Polícia Civil, no Dom Pedro, zona centro-oeste.

De acordo com o Secretário de Segurança Pública, Louismar Bonates, o esquema contava com a participação de funcionários, ex-funcionários do Detran e de muitos despachantes. “As fraudes aconteciam há muitos anos, mas sempre colocavam panos quentes. As fraudes aconteciam com funcionários que ainda fazem parte do quadro de funcionários do Detran”, explicou.

Há mandados para a recuperação de 35 veículos. Os veículos apreendidos e as pessoas presas serão conduzidos para a Delegacia Geral, no Dom Pedro.

*Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here