OAB-AM realiza Seminário “Direitos das Mulheres, Violência Patrimonial e Autonomia Financeira”

(Foto: Mercedes Guzmán)

O Seminário “Direitos das Mulheres, Violência Patrimonial e Autonomia Financeira” aconteceu na última sexta-feira, 29/3, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM), localizada na Avenida Umberto Calderaro Filho, zona Centro-Sul de Manaus.  A iniciativa foi da Comissão da Mulher Advogada e participaram representantes da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Conselho de Economia, Fametro, entre outros. Os participantes entregaram  um quilo de alimento não perecível. O material arrecadado será doado ao Lar das Marias.

A vice presidenta da OAB/AM Drª Grace Benayon, fez as saudações iniciais, agradecendo a participação das mulheres representando diversas áreas da sociedade.

Na programação houve palestras sobre a participação da mulher na política, Violência patrimonial contra a mulher, Empreendedorismo. O tema “Economia Doméstica” foi apresentado pelo presidente do Conselho Regional de Economia no Amazonas (CORECON-AM), Francisco de Assis Mourão Júnior. A especialista em Educação Financeira e vice-presidente da Associação Brasileira dos Educadores Financeiros, Glauce Galúcio, apresentou o tema “Independência Financeira e Empreendedorismo da Mulher”.

(Foto: Mercedes Guzmán)

A presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB/AM, Dra. Glaucia Soares, destacou o trabalho de todas as representantes das instituições e Órgãos públicos para a valorização da Mulher. “A luta pela igualdade de direitos das Mulheres é milenar. As conquistas de hoje só foram possíveis porque mulheres valorosas que nos antecederam ousaram mudar a realidade. Ainda precisamos avançar apesar da igualdade de direitos entre homens e mulheres estar pontificado na Constituição Federal Brasileira. Ainda no plano da realidade, a desigualdade está presente. Mulheres ganham 30 % menos que homens no mesmo cargo e função. Sofrem violações e violência. É preciso reconhecer que há vias de mudanças dessa realidade seja pela educação, medidas preventivas, mudança de atitudes na sociedade, rompendo com a cultura patriarcal, afinal o respeito às diferenças, as mulheres é respeito aos direitos humanos. Estamos trabalhando para que todas as mulheres conheçam seus direitos. Se informem, se capacitem e tenham cada vez mais possibilidades de superação tanto no trabalho ou na atividade que realizam”, afirmou.

Na oportunidade a deputada Alessandra Campelo palestrou sobre a pouca participação da mulher na política (15% no Brasil). “A mulher tem dificuldade no mercado de trabalho, sem tempo para atividades sociais e outros pela dependência financeira que tem do homem”, disse.

(Foto: Mercedes Guzmán)

Poucas mulheres no Parlamento

As vereadoras que participaram do Seminário da OAB, Profª. Jaqueline e Mirtes Salles representando ao Parlamento Municipal, manifestaram que  falta muito trabalho para aumentar o número de mulheres participando da política, o caso da Câmara Municipal é um exemplo com apenas três representantes mulheres.

Reportagem: Mercedes Guzmán

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here