Novo partido: Crivella oferece igreja a Bolsonaro para recolher assinaturas

O presidente Jair Bolsonaro e o prefeito Marcelo Crivella (PRB) Foto: Jorge William / Agência O Globo

A desfiliação de Flávio Bolsonaro do PSL altera o cenário para a disputa à Prefeitura do Rio no ano que vem — o partido presidido pelo senador no estado tinha, até então, três pré-candidaturas colocadas. Ávido pelo apoio do clã Bolsonaro na tentativa de reeleição, Marcelo Crivella (PRB) tenta aproveitar a brecha. O prefeito ofereceu, na terça-feira (12),ao presidente o apoio da Igreja Universal do Reino de Deus, da qual é bispo licenciado, para ajudar no recolhimento das 500 mil assinaturas necessárias para a fundação de um novo partido. O gesto é, claro, cheio de segundas intenções… eleitorais.

Os pré-candidatos do PSL à prefeitura estão divididos. Márcio Gualberto deixará o partido rumo à legenda indicada pelo presidente, pois “está ao lado da família Bolsonaro”. Rodrigo Amorim, por sua vez, segue indeciso: “Ainda não falei com o Flávio, de quem sou fiel soldado. Acredito que também é importante respeitar a instituição partidária. O PSL é um dos maiores partidos do país”, ponderou. Luiz Lima não retornou as ligacões.
Surpresa

Curiosamente, quem assume momentaneamente a presidência do PSL-RJ é o vice Miguel Angelo Braga Filho, chefe de gabinete de… Flávio Bolsonaro.

FONTE: EXTRA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here