Novo anel viário da Constantino Nery entra na fase final das escavações

Foto: Diego Cajá

Com entrega marcada para este primeiro semestre, a obra do novo anel viário da Constantino Nery entra na fase final das escavações das duas passagens subterrâneas que irão interligar as zonas Centro-Sul e Oeste. O projeto integra o grande pacote de obras lançado pelo prefeito Artur Virgílio Neto, ainda no ano passado, em homenagem ao aniversário de Manaus.

“Trabalhamos com muito afinco para fazer de Manaus uma cidade mais moderna e desenvolvida. E, com as nossas contas organizada, iniciamos no ano passado um grandioso programa de obras que terá o seu ápice este ano, com a entrega de importantes intervenções, como o novo anel viário da Constantino Nery”, afirmou o prefeito Artur Neto, lembrando que o complexo receberá o nome do ministro Roberto Campos, em homenagem à criação da Zona Franca de Manaus.

No canteiro de obras, os serviços se concentram na demolição das 15 estacas provisórias, que eram usadas como contenção da passagem subterrânea entre a rua Pará e a avenida São Jorge. Em seguida, será executado o trabalho de escavação.

Segundo a engenheira da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Iglete Acciolli, a meta é entregar a obra antes do prazo previsto. “Seguimos a determinação do prefeito Artur Virgílio Neto e tudo está dentro do cronograma. Após as escavações, já iremos iniciar o processo de pavimentação rígida. Na sequência, o mesmo processo será executado na passagem subterrânea da avenida João Valério”, explicou.

O novo complexo viário Ministro Roberto Campos ocupará uma área de 35 mil metros quadrados. A construção foi viabilizada por meio de operação de crédito com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal via Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano (FMDU). Os serviços são executados pelo Consórcio Manaus, formado pelas empresas JNasser Engenharia Ltda. e a construtora Soma Ltda.

Estação de Transferência

Integrada ao novo anel viário da Constantino Nery, a Prefeitura de Manaus também está construindo a primeira de três novas estações de transferência anunciadas entre as melhorias programadas após o processo de intervenção no Sistema de Transporte Coletivo.

Planejada para receber os novos ônibus que serão inseridos no sistema a partir de junho deste ano, a estrutura conta com duas plataformas, uma na parte superior do complexo e outra na parte inferior. A primeira (superior) já recebe serviços de acabamento, como colocação do piso final e pintura, enquanto a segunda (inferior) está na fase final de estrutura, com a concretagem da laje.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here