Nova lei reconhece trabalho do Agente Comunitário no combate a endemias

A nova Lei  Federal 13.595/18, que define atribuições profissionais dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias, foi uma grande conquista para a categoria. Em entrevista à Rádio Câmara, a deputada federal Conceição Sampaio (PP-AM) ressaltou a importância dessa lei para a população por considerar uma uma profissão de extrema importância no País e, principalmente, no Estado do Amazonas.

“Em muitos lugares é o Agente Comunitário de Saúde e o Agente de Endemias que estão presentes, apoiando e ajudando as famílias que vivem em situação de risco. Portanto, incentivar esse tipo de atividade, fazendo com que tenham um salário digno e condições necessárias certamente fará muita diferença”, afirma a deputada.

Conceição Sampaio foi a única parlamentar a representar o Amazonas na Comissão Especial que analisou o Projeto de Lei (PL) 6437/16 do deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), aprovado em dezembro de 2017 pelo plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília. Ela vem participando das discussões da categoria há anos.

Mesmo com vetos, a lei foi sancionada pelo presidente Michel Temer no início deste ano. A carga horária de 40 horas, indenização por transporte e regras de cursos de formação continuada, entre outros, foram alguns pontos que foram vetados por Temer.

Profissão

A partir de agora, para ambas as carreiras, será exigido curso de formação inicial de 40 horas e o diploma de ensino médio. Porém, podem continuar na carreira aqueles sem ensino médio que já trabalhavam na função antes da produção da nova lei e aqueles sem ensino fundamental que ingressaram na carreira antes de outubro de 2006.

O agente comunitário de saúde passa a ter como atribuição o exercício de atividades de prevenção de doenças e de promoção de saúde, a partir dos referenciais da Educação Popular em Saúde e das diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Eu tenho a felicidade em poder ter contribuído nessa aprovação. De ter levado as causas do Amazonas, dos agentes de saúde, dos agentes de endemia para que o Estado também pudesse ser ouvido. Eu tenho absoluta certeza de que fará uma grande diferença na vida da população”, finaliza Conceição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here