Na Aleam, artista Plástica Duhigó recebe homenagem pelo Dia Internacional da Mulher

Foto: Divulgação

Foram 19 mulheres, que prestam relevantes serviços à sociedade, mas também impactam a vida das pessoas com suas ações e atividades profissionais as homenageadas da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) no ano de 2020. A cerimônia que aconteceu nesta última quarta-feira (5), no plenário Ruy Araújo, em Sessão Especial em homenagem do Dia Internacional da Mulher, comemorado todo dia 8 de maio reuniu mulheres de diversos segmentos em uma propositura dos deputados e deputadas Therezinha Ruiz, Alessandra Campêlo, Dr. Gomes e Sinésio Campos.

Para Duhigó, que esteve na Sessão Especial acompanhada do seu filho artistas plástico Yúpury, a homenagem foi muito bem-vinda, uma vez que seu trabalho tem tido reconhecimento dentro e fora do Brasil. No ano passado, Duhigó recebeu monção de parabenização do Deputado Adjuto Afonso (PDT) por ser uma das participantes da grande exposição intinerante VaiVém, que aconteceu nos Centro Culturais Banco do Brasil em São Paulo, Brasíli, Rio de Janeiro e agora está em Belo Horizonte. Além destas honras, Duhigó recebeu Monção de Aplausos do Senador Omar Aziz (PSD) pelo seu trabalho de salvaguarda da sua cultura Tukano por meio de suas obras de arte. “Estou muito feliz e fiquei surpresa com a homenagem no Dia da Mulher e quero dizer a todas mulheres como eu que não desistam de fazer as coisas que gostam. Eu aprendi a pintar no Instituto Dirson Costa e hoje sou reconhecida pelo trabalho que plantei há 15 anos”, destacou Duhigó que possui nome civil de Maria Isabel Sampaio dos Santos.

Duhigó é representada pela Manaus Amazônia Galeria de Arte que agencia a carreira da artista visual. Por meio deste trabalho de construção de sua carreira Duhigó possui hoje uma legião de fãs e colecionadores de sua arte, no Amazonas, em outros estados brasileiros e no exterior. No ano de 2014, ano da COPA no Brasil, o famoso jogador inglês de futebol, David Beckham tornou-se proprietário da obra “Pote de Caxirí”, produzida em 2009 por Duhigó. A ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff, em 2014 tornou-se proprietária da obra “Ritual Dabacuri”, obra catalogada. “Duhigó conquista a todos com seu talento para pintura e com obras de arte que trazem o tema da memória pura e ancestral da cultura Tukano, típica de quem nasceu na aldeia como conta a história desta grande artista, que tem sido aplaudida por autoridades das artes visuais no Brasil, como a curadoria da Pinacoteca de São Paulo”, destacou Carlysson Sena, diretor da Manaus Amazônia Galeria de Arte.

Duhigó (significa “primogênita”, na língua indígena Tukano) nasceu em 02 de março de 1957, na aldeia Paricachoeira, município de São Gabriel da Cachoeira, região do Alto Rio Negro, Estado do Amazonas, Brasil. É filha de pai Tukano e mãe Dessana (etnias amazônicas). Mora em Manaus desde 1995. Concluiu o curso de Pintura na Escola de Arte do Instituto Dirson Costa de Arte e Cultura da Amazônia, em 2005, tornando-se a primeira indígena da etnia Tukano a se profissionalizar nas artes visuais.

SESSÃO ESPECIAL

A importância da luta das mulheres, ao longo dos anos, por melhores condições de salário, igualdade de direitos e contra o feminicídio foram alguns dos temas dos discursos. De acordo com a vice-presidente da Aleam, Alessandra Campêlo (MDB), a participação feminina na sociedade precisa avançar mais ainda. “A gente teve muitos avanços, principalmente em relação à legislação, com a Lei Maria da Penha, Lei do Feminicídio, Lei da importunação sexual, e outros aperfeiçoamentos que ocorreram em outras legislações. Entretanto, a gente precisa diminuir os números estatísticos de feminicídio e da violência doméstica no país, que estão entre os maiores do mundo. Isso está muito arraigado no machismo e isso precisa ser combatido pela educação”, defendeu.

A presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Dora Brasil, fez um histórico da luta feminista no Brasil e no mundo e afirmou que é preciso avançar mais para que chegue o dia em que todos os espaços sejam plenamente socializados e que a igualdade de gênero se estabeleça. “Ser feminina é ser feminista, porque o feminismo é uma corrente de pensamento filosófico e social de algumas mulheres que se aglutina em torno de bandeiras e reivindicações pelos direitos da mulher”, afirmou.

Estiveram presentes a Desembargadora Carla Maria Santos dos Reis, Vereadoras de Manaus Mirtes Salles (PL), e Jaqueline Pinheiro (Podemos), Defensora Pública Polyana Souza Vieira, Secretária da Sejusc, Carolina da Silva Braz, Delegada-Geral Emilia Ferraz Carvalho Moreira, e a presidente do Sinteam, Ana Cristina Pereira Rodrigues. A propositura foi das deputadas Alessandra Campêlo (MDB), Dra. Mayara Pinheiro Reis (PP), Therezinha Ruiz (PSDB) e dos deputados Dr. Gomes (PSC) e Sinésio Campos (PT)

Confira abaixo a lista de homenageadas:

  • Roselene Silva de Medeiros – Diretora Presidente da Amazonastur;
  • Kathelen de Oliveira Braz dos Santos – Secretária Executiva Administrativa e Vice-presidente do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza – FPS;
  • Inês Carolina Barbosa Ferreira Simonetti Cabral – Secretária de Estado de Administração e Gestão – SEAD;
  • Maria Mirtes Salles de Oliveira – Vereadora da Câmara Municipal de Manaus e Presidente da Comissão de Defesa e Proteção dos Direitos da Mulher;
  • Vereadora Maria Jacqueline Coelho Pinheiro – Vereadora da Câmara Municipal de Manaus;
    Larissa Rufino Gomes – Vereadora de Iranduba;
  • Alvanacy Rabelo Barbosa – Diaconisa da Assembleia de Deus Tradicional;
    Jadna dos Santos Barros – Comandante do CMPM V;
  • Patrícia Carvalho Castro – Diretora da Policlínica Danilo Corrêa;
  • Rejane Filgueiras – Comandante da Pré-escola Creche Infante Tiradentes da PMAM;
    Maria Olívia Silva Medeiros – Coordenadora Pedagógica do CMAM;
  • Maria das Graças Teixeira de Moraes Maia – Técnica de Enfermagem da FCECON;
  • Maria Celeste Costa Franco;
  • Caroline da Silva Braz – Secretária de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania – Sejusc;
  • Raffaella Cássia de Souza – Juíza Federal Substituta da 3ª Vara Federal do Amazonas;
  • Delisa Olívia Vieralves Ferreira –Promotora da 59ª Promotoria de Justiça Especializada na Proteção dos Direitos Constitucionais do Cidadão;
  • Maria Isabel Sampaio dos Santos – Artista Plástica e indígena da etnia Tukano, pertence ao elenco da Manaus Amazônia Galeria de Arte;
  • Izabel Honório Ramos – Aluna do Centro Municipal de Escolarização do Adulto e Pessoa Idosa;
  • Ana Cristina Pereira Rodrigues – Presidente do Sindicato dos trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here