MP cria grupo para reforçar investigações em Coari

(Foto: Reprodução)

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) criou um Grupo de Trabalho para reforçar as investigações do órgão em Coari e dar suporte especialmente na apuração de casos de corrupção no município. A Portaria nº2259/2019 foi publicada na segunda-feira (12), um dia após a TV Record denunciar o ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, e seus familiares por corrupção.

“O objetivo é reforçar essas investigações que já vem acontecendo de algum tempo, acelerar e agilizar ao máximo pra que as providências judiciais sejam tomadas… Dando o suporte necessário especificamente para esses procedimentos de combate à corrupção, pra que o promotor também possa laborar (trabalhar) nas demais demandas”, disse a procuradora-geral de Justiça do Amazonas, Leda Mara Nascimento Albuquerque.

Quatro promotores de Justiça vão atuar no grupo de trabalho, além do coordenador, segundo definiu a portaria. “Com o número maior de promotores envolvidos na investigação, isso vai dar agilidade, celeridade ao procedimento”, avaliou a procuradora.

Fazem parte do GT os promotores Leonardo Tupinambá do Valle, Fabrício Santos Almeida, Fábia Melo Barbosa de Oliveira e Gabriel Salvino Chagas do Nascimento, que serão coordenados pelo promotor de Coari, Weslei Machado Alves. Os trabalhos devem ser concluídos em 60 dias.

Denúncia

Matéria publicada no último domingo (11) no programa “Câmera Record”, da TV Record, denunciou o ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, e seus familiares. A reportagem falou sobre um suposto esquema de corrupção que, segundo o programa, retirou milhões dos cofres públicos da cidade, rica em petróleo.

Segunda a matéria, somente em 2018 Coari recebeu R$ 76 milhões de royalties do petróleo. O município tem a segunda maior arrecadação do Amazonas.

A reportagem denunciou ainda licitações fraudulentas que beneficiaram, segundo o “Câmera Record”, amigos do atual prefeito da cidade, Adail Filho.

fonte: pms

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here