Mortos por Covid-19 em Manaus passam a ser enterrados em trincheiras

Novo sistema foi adotado devido ao aumento no número de sepultamentos realizados no Cemitério Nossa Senhora Aparecida, no bairro Tarumã ─ Imagem: Reprodução

Devido a grande demanda de sepultamentos no últimos dias, a Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) adotou o sepultamento por meio de trincheiras no cemitério público Nossa Senhora de Aparecida, mais conhecido como cemitério do Tarumã. A informação foi confirmada por meio de nota da Prefeitura de Manaus, nesta terça-feira (21).

O procedimento que já havia sido utilizado em outros países por conta do grande aumento no número de mortos que estava sobrecarregando os sistemas funerários, também leva em conta cuidados necessários com os corpos infectados com o novo coronavírus.

O cemitério é administrado pela Semulsp. De acordo com a nota da Prefeitura de Manaus, esse método  preserva a identidade dos corpos e os laços familiares, com o distanciamento entre os caixões e com a identificação das sepulturas. A medida foi necessária para atender a demanda de sepultamentos na capital.

Óbitos

De acordo com o último boletim da Susam divulgado ontem (20) ao todo, era 185 mortes em todo o estado do Amazonas. A maioria dos óbitos (156) é de pacientes de Manaus. Mas o número deve ser outro a ser divulgado nesta terça-feira (21).

Por Portal Manaus Alerta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here