Falecimento

Morre Thiago de Mello, o poeta da Amazônia e da liberdade

Não foi informada a causa da morto do poeta amazonense.

O poeta amazonense Thiago de Mello morreu hoje, aos 95 anos. A informação foi confirmada no Twitter pelo senador Plínio Valério. A causa da morte, no entanto, ainda não foi revelada.

Hoje é um dia escuro, mas o nosso poeta continuará cantando, agora, acompanhado e anjos e querubins. Seu legado de versos e poesias eternizado nos corações de todos.

— Plínio Valério (@PlinioValerio45) January 14, 2022

Nascido em Porantim do Bom Socorro, no município de Barreirinha, no interior do Amazonas, Thiago foi um dos poetas mais influentes e respeitados do país.

Reconhecido como um ícone da literatura regional, seu poema mais famoso é “Os Estatutos do Homem”. Já a publicação mais recente foi o livro “Acerto de Contas”, de 2015.

Thiago de Mello foi homenageado pela 34º Bienal de São Paulo, em setembro do ano passado. O tema da edição era “Faz escuro mas eu canto”, verso escrito pelo poeta em “Madrugada Camponesa”, de 1965.

*Com informações do UOL

 

Deixe um comentário