Moro entra para o ranking dos 50 maiores líderes mundiais da ‘Fortune’

Sergio Moro
Sergio Moro durante evento realizado pela revista "The Economist"no Hotel Grand Hyatt em São Paulo
Sérgio Moro durante evento realizado pela revista “The Economist”no Hotel Grand Hyatt em São Paulo

O juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, ocupa a 13ª posição do ranking dos 50 maiores líderes mundiais divulgado pela revista norte-americanaFortune. O juiz paranaense aparece à frente de Bono Vox, vocalista do U2, e dos astros do basquete da NBA Stephen Curry e Steve Kerr, que aparecem empatados no 15º lugar.

A lista é liderada pelo fundador da Amazon, Jeff Bezos. O segundo lugar é da premiê alemã, Angela Merkel, seguida de Aung San Suu Kyi, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz e ministra das Relações Exteriores de Mianmar. O papa Francisco figura no 4º lugar do ranking, seguido de Tim Cook, CEO da Apple. Mauricio Macri, presidente da Argentina, ocupa o 26º lugar.

Ao explicar a inclusão de Moro no ranking, a Fortune considera que o juiz é protagonista de “edição brasileira e real do filme Os Intocáveis”. Produzido em 1987, o drama policial norte-americano tem como principal personagem Eliott Ness, um agente que lidera um grupo de policiais no combate ao crime na Chicago dos anos 1930. A revista lembra o risco de impeachment da presidente Dilma Rousseff e a reputação em farrapos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e afirma que “a coexistência passiva com a corrupção endêmica na América Latina está se tornando um hábito do passado”.

Dilma e Lula, previsivelmente, não aparecem no ranking deste ano, mas já figuraram em listas pregressas. Em 2015, Dilma foi eleita a 7ª mulher mais poderosa do mundo e a 37ª pessoa mais poderosa do mundo, segundo a revista norte-americana Forbes. Em 2014, Dilma apareceu no 31ª lugar da mesma lista. Em 2009, ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi relacionado como o 11º lugar das 50 personalidades que moldaram a década, de acordo com o jornal britânico Financial Times, e em 2010 encabeçou o ranking de pessoas mais influentes do mundo da revista norte-americana Time.

(Com Veja Online)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here