Ministro Imbassahy pede exoneração do governo Temer

O ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy (PSDB-BA), pediu exoneração do cargo ao presidente da República, Michel Temer, na tarde desta sexta-feira (8/12). Antônio Imbassahy é o segundo tucano a deixar o governo. Antes dele, Bruno Araújo já havia desembarcado do Ministério das Cidades. Integrantes do PSDB têm se desvinculado do Planalto, já que o partido irá oficializar a saída da base aliada de Temer durante convenção marcada para este sábado (9).

A Secretaria de Governo será assumida pelo peemedebista Carlos Marun (MS). O presidente Michel Temer confirmou o nome de seu “cão de guarda” a membros do partido. No entanto, como o site Metrópoles apurou, Marun quer entregar o relatório da CPMI da JBS, antes de tomar posse. A mudança deverá ser oficializada na próxima semana.

Para se demitir, Imbassahy entregou uma carta ao presidente na qual afirma que ter feito parte do governo “foi uma honra” e atuar na articulação política, em um período de “radicalização pós-impeachment”, com divisões partidárias e dificuldades econômicas, foi “um grande desafio”.

Ele ainda garantiu que seguirá apoiando o governo na Câmara dos Deputados. Há cerca de 15 dias, Imbassahy havia cogitado deixar o governo, mas acabou cedendo aos apelos de Aécio Neves (PSDB-MG) e permanecido na pasta por mais uns dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here