Médico baiano escolhido para ser vacinado contra a Covid-19 morre antes de imunização

Divaldo Brandão morreu na madrugada desta quarta-feira (20), em Mutuípe, dormindo. ─ Foto: Arquivo pessoal

Um médico de 95 anos escolhido para ser o primeiro vacinado contra a Covid-19 em Mutuípe, cidade que fica a cerca de 250 km de Salvador, morreu na madrugada desta quarta-feira, 20, horas antes de ser imunizado, em evento que aconteceria na manhã desta quarta, segundo informações do G1.

Segundo informações do prefeito de Mutuípe, Digão (MDB), Divaldo Brandão, que foi o primeiro médico da cidade, morreu após se deitar para dormir. Ainda não há informações sobre a causa do óbito.

Divaldo Brandão chegou em Mutuípe em 1952 durante o surto de febre tifoide na região. O médico atendia as áreas de clínica médica geral e ginecologia.

Com a morte do médico Divaldo Brandão, a primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid-19 em Mutuípe foi a técnica de enfermagem do Hospital Clélia Rebouças, Alvina Sousa.

Mutuípe recebeu 138 doses da vacina contra Covid-19. O prefeito informou que a prioridade na vacinação será para os funcionários da saúde que tratam diretamente com a doença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here