Marcelo Serafim renuncia mandato de Deputado Federal e reafirma apoio a Artur Neto

Ver. Marcelo Serafim
Ver. Marcelo Serafim
Ver. Marcelo Serafim

O vereador de Manaus e presidente regional do PSB Marcelo Serafim, assinou carta de renúncia nesta sexta-feira 19/12, ao mandato de Deputado Federal, que herdaria a partir de 1º de Janeiro de 2015. Marcelo é o primeiro suplente na Câmara Deputado Federal Henrique Oliveira (Solidariedade) que foi eleito vice-governador na chapa encabeçada pelo professor José Melo (PROS) no mês de outubro.

Em contato com o BLOGdaFLORESTA Marcelo falou da renuncia e também reafirmou o compromisso do PSB de caminhar ao lado do prefeito de Manaus Artur Neto (PSDB) e permanecer na base de sustentação tucana. “Eu me lancei candidato a Câmara Municipal de Manaus para defender a honra do ex-prefeito Serafim Corrêa visto que o candidato do prefeito Artur Neto, o vereador Wilker Barreto (PHS) reiterada vezes subiu a tribuna e atacou o ex-prefeito Serafim. Dessa forma, os socialistas optaram em não votar em Wilker, qualquer outro nome apontado pelo prefeito certamente teria o nosso apoio. Como as demais candidaturas eram de oposição ao prefeito Artur, o PSB decidiu lançar o meu nome a presidência. Mas de forma clara, honesta, respeitosa e olhando olho no olho falamos isso ao prefeito Artur, um dia antes da eleição. Agora o PSB não saiu e nem saíra da base do prefeito. Temos um compromisso com a cidade de Manaus. E se ocorrer de sair vamos sentar, comunicar e explicar a nossa decisão. Mas reafirmo aqui o apoio do PSB ao prefeito Artur Neto”, comentou Marcelo.

Indagado sobre o posicionamento do agora líder do prefeito Artur Neto, o vereador Elias Emanuel PSB de votar em Wilker, Marcelo Serafim disse que Elias vai responder a processo disciplinar dentro do partido. “A executiva municipal, na qual eu nem participo, vai se reunir e em 60 dias haverá uma decisão. Não iremos fazer nada de forma aleatória e o vereador Elias terá o amplo direto de defesa”, comentou Marcelo.

A decisão de renunciar, justificou Serafim, leva em conta a bandeira de acabar com a prerrogativa que o suplente assuma em caso de renuncia do titular durante o recesso. Na avaliação dele é imoral para o Brasil uma pessoa assumir mandato, enquanto a Câmara Federal está parada. Marcelo foi autor da PC 18/2007 que vetava esse tipo de ato. Em 30 dias um Deputado Federal custa cerca de R$ 180.000,00 (cento e oitenta mil reais) aos contribuintes mesmo no recesso . “Fiz isso (assinar a carta) ao lado do meu filho, explicando pra ele o significado do meu ato. Lembro-me como se fosse hoje que uma das minhas primeiras propostas apresentadas na Câmara dos Deputados foi exatamente a de acabar com a posse dos suplentes no período de recesso, tendo em vista o enorme prejuízo que isso causa aos cofres públicos. Deus me dará um no novo mandato! Vamos à luta”, comentou o vereador de Manaus.

Quem deverá assumir o mandato no lugar de Henrique Oliveira é a advogada Altanira Uchôa Almeida de Oliveira do PT da cidade de Humaitá. No pleito de 2010 Altanira obteve 2.212 votos e ficou na segunda suplência da coligação. (Hudson Lima) 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here