Maradona infartou enquanto dormia, revela autópsia

Imagem: Reprodução

De acordo com a autópsia preliminar, revelada hoje pelo jornal “La Nación”, o craque argentino Diego Maradona faleceu devido a uma “insuficiência cardíaca aguda, congestiva e crônica”, gerando um acúmulo anormal de líquido no pulmão e provocando a parada cardiorrespiratória.

Foi constatado também que Maradona era um paciente com cardiomiopatia dilatada e insuficiência cardíaca congestiva, uma doença crônica no músculo do coração que causou um grave edema pulmonar. Conforme a publicação da mídia argentina, exames toxicológicos vão revelar se o argentino ingeriu álcool, drogas ilícitas e remédios em cerca de uma semana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here