Manaus registra 89,8% de redução nos casos de dengue

dengue1O número de casos de dengue em Manaus teve redução de 89,8%. A redução é referente ao registro de casos confirmados da doença no período de janeiro a setembro deste ano, em comparação ao mesmo período de 2013.

Enquanto o número de casos confirmados de janeiro a setembro do ano passado foi de 13.061, este ano foram 1.338 registros. Os dados são do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explicou que a Prefeitura de Manaus continua em alerta para o combate à dengue, mesmo com a redução dos casos. “É um trabalho contínuo que envolve todos os serviços de saúde, desde o atendimento rotineiro nas Unidades Básicas até a aplicação do ‘fumacê’ e o trabalho de educação em saúde realizado pelas equipes da Estratégia Saúde da Família e pelos agentes de endemias”.

dengue2A prefeitura também mantém as ações da estratégia 10 Minutos Contra a Dengue, na qual os agentes de saúde visitam os imóveis e orientam os moradores sobre a aplicação de um check-list em casa, conferindo os possíveis locais de proliferação dos criadouros dos mosquitos. “É uma forma de manter a população alerta para a checagem de possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypti, que tem um ciclo da vida, do ovo até a fase adulta, que leva cerca de sete a dez dias”, destacou o secretário.

LIRAa – A rede municipal de saúde também está preparando a realização do terceiro Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2014, que vai acontecer no período de 03 a 12 de novembro. Durante o LIRAa, profissionais da Semsa vistoriam imóveis selecionados por amostragem, identificando possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, verificando o grau de infestação do mosquito transmissor da dengue e eliminando os criadouros encontrados.

dengue3O LIRAa é realizado em todo o Brasil e é uma das estratégias utilizadas para subsidiar as ações de controle e combate à dengue. Após o levantamento, é possível verificar quais locais da cidade apresentam maior índice de infestação do mosquito e, a partir desses dados, elaborar as ações de prevenção nas áreas prioritárias.

O primeiro LIRAa de 2014, realizado em fevereiro, registrou um índice de 3,9%, considerado de médio risco para os casos de dengue em Manaus. O resultado do segundo LIRAa manteve a capital amazonense com médio risco para dengue, com índice de 3,3%.

De acordo com o Ministério da Saúde, um índice de infestação inferior a 1% significa que o município apresenta baixo risco e de 1% a 3,9% significa estado de alerta. Acima de 4% significa que há maior predisposição para a ocorrência de casos de dengue.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here