Manaus está entre as 20 capitais com maior incidência de câncer de próstata

O evento acontece entre os dias 27 e 30 deste mês com a participação de vários especialistas
O evento acontece entre os dias 27 e 30 deste mês com a participação de vários especialistas

Temas relacionados ao câncer de próstata serão debatidos durante o II Congresso Pan Amazônico de Oncologia, evento promovido pela FCecon, entre os dias 27 e 30 deste mês, no Manaus Plaza Shopping, e cujas inscrições estão abertas no site www.panamazonicodeoncologia.com.br . Serão mais de 90 palestras voltadas à oncologia, com a previsão de participação de 1,2 mil congressistas.

O câncer de próstata, doença que deve atingir, este ano, 28,70 pessoas, em média, para cada 100 mil homens no Amazonas, tem como um dos fatores de risco a questão hereditária, já que indivíduos que possuem casos da doença na família têm cinco vezes mais chances de contraí-la. A informação é do urologista da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), Cristiano Paiva.

A instituição, vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), é referência no tratamento do câncer em toda a Amazônia Ocidental, e aproveita este mês, conhecido como Novembro Azul, que marca a luta contra a doença no País, para lançar um alerta sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce. O Amazonas é o 23º estado brasileiro em incidência de câncer de próstata, segundo a estimativa mais recente do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o qual aponta uma previsão de 510 casos, só em 2013, no Estado.

Quando se trata das capitais, Manaus sobe três posições no ranking brasileiro, figurando entre as 20 com maior número de casos na tabela de taxa bruta de incidência, ou seja, com 38,61 diagnósticos para cada 100 mil homens, dado considerado preocupante, segundo especialistas.

De acordo com informações do órgão, que é vinculado ao Ministério da saúde, do total de casos de neoplasias malignas entre homens – 2.320 -, que deve ser registrado durante 2013, no Estado, o câncer de próstata sozinho será responsável por 22% deles, já que é o tipo de câncer mais freqüente entre o sexo masculino no mundo, situação que se repete no Brasil e também no Amazonas.

Só na FCecon, foram diagnosticados 77 novos casos, entre janeiro e julho de 2013, além de 34 óbitos decorrentes da doença. Contudo, ressalta o diretor-presidente da instituição, Edson de Oliveira Andrade, o número representa uma parcela pequena dos pacientes que contraem a doença, uma vez que muitos deles já dão entrada para tratamento com o diagnóstico proveniente de outra unidade de saúde do Amazonas e também de estados vizinhos, como Rondônia, Roraima, Pará e Acre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here