Mais de mil pessoas participam do ‘Aulão do Amor’ na Arena da Amazônia

(Foto: Mauro Neto/Sejel)

Mais de mil pessoas marcaram presença no Love Class (o “Aulão do Amor”) que aconteceu na noite deste sábado (16/06), no Podium da Arena da Amazônia, no bairro Flores, zona centro-sul de Manaus. O evento contou com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e teve a presença do YouTuber Daniel Saboya, que comandou as coreografias para o público presente.

Conforme o titular da Sejel, Manoel Almeida, o “aulão” foi uma grande festa para a população. “Além de levantar o astral e fazer bem, esse tipo de prática física ajuda demais as pessoas que precisam se exercitar, o que melhora demais a saúde e o bem-estar delas. O Governo do Amazonas, através da Sejel, está preocupado com o cidadão e é por isso que projetos como esse são realizados, tendo o retorno na satisfação que as pessoas aqui presentes tiveram”, disse.

Empolgado com sua segunda vinda a Manaus, Daniel Saboya levantou o público debaixo de forte chuva e destacou o carinho das pessoas. “Quando viemos aqui pela primeira vez, ficamos surpreendidos com a quantidade de pessoas que gostam e acompanham o nosso trabalho. Eu me sinto muito satisfeito e realizado por tudo isso, afinal, nós amamos o que fazemos e, hoje, como todos os nossos trabalhos, podemos passar alegria e diversão para todos”, comentou Daniel.

Segundo o coordenador do evento, Márcio Prata, a dança proporciona muitos benefícios aos praticantes e o “Aulão do Amor” é mais um fator de soma para o alcance desse objetivo. “Love Class é um sucesso. Mesmo com chuva, as pessoas permaneceram e participaram das aulas com os professores e o Daniel. A dança leva aos praticantes saúde, bem-estar e é esse o nosso objetivo: levar qualidade de vida a todos”, destacou.

Histórias – A professora Mirna Rocha, 52, é uma dessas pessoas que tinham problemas de saúde, mas que começou a praticar aulas de dança há 4 anos e, desde então, não parou mais. Para ela, o evento estava muito bom. “Eu adoro dançar, não deixo de praticar os ‘aulões’ no meu bairro. Eu era cheia de dores articulares mas, depois que coloquei a dança como minha atividade física, não sinto mais nada. O evento de hoje está de parabéns e eu tenho certeza que todos estão saindo mais felizes daqui”, disse Mirna.

O motorista Marcos Itassussê, 44, começou a dançar através de jogos eletrônicos de ritmos e não deixou mais de exercer a prática que lhe proporciona muita saúde. “Eu jogava com um amigo olhando na TV com um X-box. Desde então, eu não parei mais. Dançava nos meus intervalos de rota e qualquer espaço que eu conseguia, ia praticar. Sempre que posso, vou aos ‘aulões’, como hoje, neste evento maravilhoso. A dança me faz muito bem, pois some todas as minhas dores de coluna, meu desempenho físico aumenta e eu só ganho dançando”, destacou ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here