Mundo

Maduro chama variante brasileira da Covid-19 de “Bolsonaro”

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse em seu balanço sobre o coronavírus no país que a variante brasileira da doença deveria se chamar “Bolsonaro”. O comunicado foi feito nesse domingo, 4. O presidente venezuelano também chamou Bolsonaro de louco e psicopata.

“A mutante brasileira deveria se chamar mutante Bolsonaro, porque ele é culpado por abandonar o seu povo, por ser louco, insensível, psicopata. É um psicopata, não interessa as pessoas do Brasil, só a sua loucura. E veja a situação em que meteu Brasil e a humanidade. O Brasil é o epicentro”, disse Maduro.

As críticas são feitas diante do aumento de casos de Covid-19 País que já soma 331.433 mortes por coronavírus e se aproxima dos 13 milhões de infectados por Covid-19, de acordo com o Centro de Pesquisas Coronavírus da Universidade Johns Hopkins.

A Venezuela registrou 166.123 casos de infecção e 1.662 mortes causadas pelo coronavírus. O país havia registrado no último sábado, 3, o maior número de casos da Covid-19 em 24 horas desde o início da pandemia, foram 1.779 infecções no total.

Não é a primeira vez que o líder venezuelano critica o governo brasileiro e sua atuação contra pandemia da Covid-19. Em março, Maduro disse que a segunda onda da doença no país estava diretamente relacionada à variante brasileira (P.1) da Covid-19. O comunicado foi feito após a Venezuela registrar mais de mil novos casos de Covid pela primeira vez desde outubro do ano passado.

“Na Venezuela, uma segunda onda do coronavírus, que tem como causa fundamental a chegada da variante brasileira ao nosso país, sem dúvida alguma”, disse Maduro.

Deixe um comentário