Luiz Castro propõe que Estado cobre dívidas de R$ 3 bilhões para reduzir crise

Dep. Luiz Castro
Dep. Luiz Castro
Dep. Luiz Castro

Diante das medidas de reordenamento da Saúde adotadas pelo Governo do Estado, o deputado estadual Luiz Castro (REDE), sugeriu que o Poder Executivo tomasse providências para cobrar e receber dívidas que atualmente chegam a R$ 3,7 bilhões. Esses recursos seriam usados para amenizar os efeitos da crise financeira que abala as finanças do Estado. A sugestão foi feita pelo deputado, nesta quinta-feira (2), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), durante discurso no Pequeno Expediente. “Se for preciso, que se faça um pacto com o Judiciário para que esse dinheiro volte aos cofres públicos”, defendeu.

Luiz Castro disse que o governo estadual tomou decisões sobre o setor da Saúde “apenas com o olhar tecnicista” e sequer os deputados da base aliada foram consultados. Nem o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB). “A comunidade não aceita o fechamento das unidades. O Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do São Raimundo, por exemplo, não pode fechar, pois ele atende além da população dos bairros adjacentes, pessoas que chegam do interior do Estado”, completou. O deputado considerou o SPA do São Raimundo um dos melhores da rede pública de saúde.

Ao encerrar seu discurso, Luiz Castro, apelou para que o governador reveja as medidas, pois o fechamento de unidades de saúde do Estado deverá superlotar as unidades da prefeitura. “Os Caics prestam um bom serviço, mas vão ficar superlotados, prejudicando as crianças”, complementou.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here