Luiz Castro lamenta excesso de casos de má gestão dos recursos públicos em prefeituras amazonenses

Dep. Luiz Castro
Dep. Luiz Castro
Dep. Luiz Castro

O deputado estadual Luiz Castro (REDE) lamentou, no Pequeno Expediente desta quarta-feira (16) na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), as recentes denúncias de má gestão pública em alguns municípios do Amazonas, que frequentemente têm vindo à tona. “Parece que estamos vivendo uma espécie de fenômeno de má administração nos municípios. Até o próprio presidente da Associação dos Municípios está em uma situação complicadíssima! Já foi afastado duas vezes do cargo e preso, temos o ex-prefeito de Coari (distante 363 km de Manaus), Adail Pinheiro, e de Iranduba (distante 27 km de Manaus), Xinaik Medeiros, temos situações dramáticas, como Eirunepé (distante 1208 km de Manaus) com salários atrasados, cidade abandonada e desorganização da gestão pública, assim como Novo Airão (distante 115 km de Manaus), onde a Prefeita Lindinalva Ferreira (PT) tem um altíssimo índice de rejeição”, analisou.

Diante do descaso com os municípios e dos fortes indícios de malversação do dinheiro público, o parlamentar pediu maior rigor do Ministério Público Estadual (MPE-AM). “É preciso verificar o que está acontecendo em municípios como Eirunepé, Urucurituba (distante 208 km de Manaus), Parintins (distante 369 km de Manaus), Apuí (distante 453 km de Manaus), além dos já investigados”, disse ele. “Peço uma investigação completa do Ministério Público sobre os bens adquiridos por secretário de municípios que às vezes são mais ricos que os próprios prefeitos, possuindo lancha, fazenda, comércios, etc, num claro indício de enriquecimento ilícito”, solicitou.

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Dep. o senhor está sendo informado equivocadamente, nunca fui afastato por dois vez, o municipio de Boca do Acre hj está em dia com todas suas obrigações, com folhas, décimo terceiro e fornecedores, com as leis e principamente com a transparência, fui sim investigado, e isso só mostrou a organização e a maneira que eu estou administrando a minha querida terra, com honestidade e ética, sempre com a participação da população, em relação a privisão que o senhor se refere, só para o senhor ter noção do acontecido, a senhorar que foi dito que era pago com recursos público, essa senhora é minha mãe, está morando comigo há 25 anos, e a mesma é aposentada e tem 75 anos de idade. procure se informar melhor. Tenho certeza que o senhor é uma pessoa de bem e me conhece, vai saber reconsiderar esse comentário sobre a minha pessoa. Agradeço

  2. Dep. Luiz Castro Peça para o ministerio publico investigar a Assembleia que paga pessoas na sua folha de pagamento, que são empresarias, comerciante forte que mora em municipios só para fazer campanha política para vcs.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here