Lucia Antony defende uma sociedade democrática que garanta direitos e oportunidades para todos

Lucia Antony (PCdo B)

Lucia Antony, candidata a vereadora de Manaus pelo partido Comunista do Brasil (PCdo B), conhecida como defensora dos direitos da mulher fala sobre a participação da mulher amazonense na política, defendendo uma sociedade democrática que garanta direitos e oportunidades para todos e defende a cultura da Paz e o combate às desigualdades de gênero, classe, raça, etnia, geracional e de orientação sexual. Apresenta propostas para o desenvolvimento social, cultural, entre outros

“Estou candidata por solicitação do meu partido (PC do B). Fui escolhida por ter mais possibilidades como mulher a conquistar o mandato como parlamentar. Não sou oposição. Tenho propostas diferentes, defendo uma política mais ampla”, destacou.

Numa analise sobre o Brasil, Lucia Antony disse que a desigualdade no Brasil continua sendo grande. “Temos visto nestes tempos de pandemia os ricos ficar mais ricos, tiveram lucros extraordinários. O Brasil tem mais idosos que outros países, no entanto não temos políticas que garantam a qualidade de vida desta população, há crianças morrendo de fome e muitos problemas sociais”, frisou.

A cultura brasileira ainda é machista

A Dra Lucia Antony reconhece que há avanços no que se refere a participação da mulher na politica. “Há mais mulheres concorrendo nas chapas, mas ainda há preconceito que leva a discriminação da mulher, a mulher brasileira está qualificada, divide o sustento da família, temos 45% das mulheres como responsáveis de família, mas a divisão do trabalho ainda é do século passado, a mulher tem que fazer trabalho domestico porque a cultura brasileira ainda é machista”, disse.

Transporte multimodal para Manaus

“Aqui em Manaus, o transporte continua ineficiente. Precisamos um novo modal. Precisamos asfalto, construção de espaços para os idosos, as pessoas tem que chegar a terceira idade com saúde”, salientou a candidata.

Dentre as propostas apresentadas esta a ampliação da rede pública de creches e a implantação das Ludotecas nas escolas de educação infantil e de ensino fundamental. Fortalecimento e ampliação da estratégia Saúde da Família e criação de protocolos para diminuição do tempo de marcação de consultas, exames e cirurgias, defesa da ZFM e criação de novos arranjos produtivos a partir das matérias primas regionais, além da realização de cursos de qualificação e requalificação de mão de obra.

Criação de um novo modelo de transporte multimodal (BRT, ônibus e barco) e exigência de ônibus novos, higienizados e em quantidade suficiente para evitar aglomeração, ampliação do saneamento básico, garantindo o abastecimento de água com qualidade, rede de esgoto e despoluição dos igarapés, promoção da convivência saudável nas comunidades através do esporte, da cultura e do lazer e para isso defendo a criação dos Centros de Convivência da Família em todas as zonas, além da ampliação do número de parques e bosques na cidade e realização de campanhas de combate à fome, à violência e ao uso de drogas.

Perfil

Lucia Antony nasceu em Manaus, é cirurgiã dentista e ativista dos movimentos sociais.
Ainda estudante na UFAM, participou de lutas importantes como a das Diretas Já, da conquista da Meia Passagem para os estudantes e pela Anistia. Como feminista, lutou pela igualdade jurídica na Constituição de 1988, pelas leis contra o assédio moral e sexual, Maria da Penha, pelas delegacias e Conselhos dos Direitos da Mulher.

Presidiu o Comitê da Mulher Universitária, a União de Mulheres de Manaus e a União Brasileira de Mulheres-AM. Foi sindicalista e dirigiu o Sindicato dos Odontólogos, a CUT e presidio o SINDSAUDE. É presidente do PCdoB Manaus, vice-presidente estadual e membro da direção nacional.Foi vereadora e coordenadora da FUNASA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here