Cultura

LIVE: Dori Carvalho lança livro de crônicas ‘Pequenas conquistas perdidas’ no sábado

IMAGEM: Reprodução

Para marcar o lançamento do novo livro de crônicas do escritor, poeta e ator amazonense Dori Carvalho, a Editora Valer realiza neste sábado (22), às 10h, uma live direto do facebook para apresentar a obra intitulada ‘Pequenas Conquistas Perdidas’, com direito a convidados ilustres em um bate-papo com o professor Odenildo Sena, a jornalista Ivania Vieira e apresentação da coordenadora editorial e filósofa Neiza Teixeira.

O livro é composto por 45 crônicas selecionadas, que foram publicadas nos jornais de Manaus, a partir do ano 2000. De acordo com o autor, o processo criativo ocorreu a partir dos sentidos, olhares, escutas, coisas, acontecimentos, fatos, vistos ou vividos por ele.

“A partir disso, foi escrever, cortar, jogar fora e reescrever. Porque, por terem sido escritas semanalmente, são feitas no calor do momento. Então, para o formato de livro, foram revisadas, repensadas, reescritas… muita coisa foi descartada ou fiz uma releitura”, explicou Dori.

Ainda segundo o autor, as crônicas tratam desde questões humanitárias até temas literários, cinematográficos, amor, vida, circo, amizade, paixão, liberdade. Desde um cachorro perdido à sala de cinema. Dos amigos que se foram à perda da mãe.
“Por terem sido escolhidas por mim, é claro que gosto de todas, acho que são pílulas que podem aliviar as dores do leitor ou despertar a leitora para os valores fundamentais para uma vida plena e solidária, para as lutas e causas nobres. Mas, têm umas que me tocam mais e me emocionam até hoje, como as crônicas ‘Mãe é mãe’ e ‘O menino, o cachorro e eu’. E, claro, gosto muito, politicamente, da crônica que dá título ao livro Pequenas conquistas perdidas”, ressaltou o poeta.
A live será transmitida pela página oficial no facebook da editora Valer.

Sobre o autor

Dori Carvalho é ator, diretor de teatro, cronista e poeta. Como ator participou de vários espetáculos teatrais e no cinema. Como diretor e professor, lecionou no Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas, onde encenou e realizou outros trabalhos. Em televisão trabalhou na TV Cultura. Na área da literatura, tem publicado em jornais, dezenas de crônicas e artigos. É autor dos livros de poemas ‘Desencontro das Águas’, publicado pela Superintendência Cultural do Amazonas e ‘Paixão e fúria’, editado pela editora Valer. Primeiro lugar no Concurso de Contos Amazônicos do Sesc dentre outros. Meu ovo esquerdo, é o seu livro mais recente.

Jurado em vários festivais, de teatro, música e poesia, já lançou o cd ‘Mundurucânia – poemas de Homero de Miranda Leão’. Contemplado com o Prêmio Feliciano Lana – Secretaria de Estado da Cultura/AM, , com os projetos: ‘Sangria’ – cd de poemas e com o livro de crônicas ‘Pequenas conquistas perdidas’.

Foi diretor da Divisão Artística na TV Educativa, coordenador do Núcleo de Teatro da Universidade Federal do Amazonas, coordenador do Centro de Artes Chaminé, coordenador de eventos e assessor editorial da Editora Valer.
Atualmente, escreve o romance histórico: ‘Uma viagem de trem rumo ao presídio Tiradentes’. Tem em fase de produção, o cd: ‘Amazonas – uma viagem poética’.

Sobre o livro

Para a jornalista e professora Ivania Vieira, a leitura desta coletânea de crônicas é viagem em águas do rio Madeira, agitadas, reveladoras de encontros, desencontros e dos conflitos. Ser pai é um deles; ter um cachorro em casa é outro; a agonia ao constatar o sumiço do animal que se fez de estimação desmancha o não construído e falsamente sedimentado. O registro dos telefonemas, não combinados, ganha importância nos relatos de Dori Carvalho ora por fazer latejar a notícia vinda de longe ora por agitar as batidas cardíacas diante do anúncio da chegada de amigos. Impossível decifrar a mensagem no próximo som da chamada telefônica.

Na defesa dos amigos atacados emerge um Dori generoso e guardião das amizades, empunhando a espada da palavra pública contra os detratores, gesto raro na sociedade de “empresários de si mesmo” (Byung-Chul Han). São 160 páginas entrelaçando os desejos feitos preces – “quem sabe… o ser humano encontre novamente o sagrado” – e prece feita voto, hoje em voz coletiva, em meio à agonia da humanidade e dos brasileiros, em particular: “que este ano as estrelas ti iluminem”.
“Nas muitas pequenas conquistas perdidas tem uma para cada pessoa. Parte delas não nos demos conta de que as perdemos. Dori Carvalho repõe na pauta da lembrança os detalhes das perdas e pede reação. Acordar os zumbis que habitam, silenciosos e acomodados, em nossos corações. Zumbis, acordem!”, destacou Ivania.

Ivania Vieira é jornalista, escritora, doutora em Processos Socioculturais na Amazônia, Professora Associada I na Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal do Amazonas (FIC-UFAM).

Entre os participantes da live deste sábado, além de Ivania, está o professor e escritor Odenildo Sena. “Num país onde, infelizmente, se lê tão pouco, o lançamento de um livro é, para mim, sempre motivo de festa e alegria. Afinal, nenhuma sociedade moderna conseguiu alcançar um patamar de maior civilidade que não fosse pelo conhecimento decorrente da leitura. Neste sentido, o novo livro do Dori Carvalho representa um grande alento para nós, principalmente nesses tempos em que vozes do atraso e da ignorância teimam em fazer o país navegar no oceano do obscurantismo”, disse o professor.

Para Odenildo, o título do livro – Pequenas conquistas perdidas – é por si só um convite à leitura e à reflexão. “Por outro lado, embora tenha se firmado no mundo cultural do Amazonas como ator e poeta, nesse livro Dori Carvalho, como eu falo na apresentação da obra, rege uma bela sinfonia, composta por 50 crônicas, em agradáveis compassos que variam entre o ‘andante’ e o ‘andante moderato’, sem perder a necessária harmonia, coisa mesmo de um bom maestro. Ou de um bom cronista”, ressaltou o escritor.

Nascido em Santarém, no Pará, mas criado em Manaus, Amazonas, Odenildo Sena é linguista, com mestrado e doutorado em Linguística Aplicada e tem interesses nas áreas do discurso e da produção escrita. Foi professor do Departamento de Língua e Literatura Portuguesa da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), de 1980 a 2012.

É autor dos livros “Palavra, poder e ensino da língua”, “A engenharia do texto”, “No tempo de eu menino”, “Mazelas do livro didático” e “Tempos de memória”, além dos lançamentos mais recentes.

Serviço: Live de lançamento do livro ‘Pequenas conquistas perdidas’
Data: 22/05/202
Horário: 10h (horário de Manaus)
Local: Facebook Editora Valer (facebook.com/editoravaler).

Deixe um comentário