Ecológicas

Lira quer votação de projetos ambientais para recuperar imagem do Brasil no exterior

(Imagem: Reprodução)

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), tenta retomar a votação de projetos que tratam de questões ambientais que estão parados na Casa. O parlamentar acaba de voltar da 7ª Cúpula de Presidentes dos Parlamentos do G-20, realizada em Roma (Itália), e está preocupado em apresentar projetos na  Cop-26, marcada para novembro, em uma tentativa de recuperar a imagem do Brasil no exterior.

O evento na Itália é um encontro preparatório do G-20 e da Cop-26 que reúne parlamentares dos países membros. Durante a viagem, Lira se deparou com clima de grande desconfiança em relação às políticas do Brasil de meio ambiente e ouviu relatos de diplomatas brasileiros em defender o país.

Lira diz que o restante do mundo comprou uma “narrativa complicada” sobre o Brasil, e que “criaram um discurso de que o Brasil está contra o resto do mundo na questão ambiental”. Ao jornal O Globo, o presidente da Câmara disse também que a imprensa colaborou para essa imagem. “Os estrangeiros dão copia e cola em todas as notícias”, apontou. Exemplo disso é a fala do ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, de “ir passando a boiada”, que repercute até hoje na Europa.

Em discurso nos painéis, Lira investiu nos projetos que tratavam do agronegócio brasileiro e afirmou que o parlamento brasileiro tenta atuar para garantir sustentabilidade e segurança alimentar durante a pandemia de covid-19.

“Podemos afirmar, com muita satisfação, que este arcabouço legal aprovado de maneira célere e decidida pelo Parlamento brasileiro foi decisivo para que conseguíssemos atenuar os efeitos da crise sanitária”, afirmou Lira.

Ele destacou  a aprovação da Lei 13.98620, conhecida como Lei do Agro, que modernizou o sistema de financiamento privado do agronegócio; e a Lei 14.016/20, que estabeleceu medidas sobre o combate ao desperdício de alimentos e doação de excedentes de alimentos para consumo humano.

“Estes são resultados que nos dão grande satisfação, uma vez que temos plena consciência da importância estratégica da produção alimentar brasileira para o planeta. E temos nos empenhado, fortemente, para que essa oferta extraordinária de alimentos, que tanto tem contribuído para minimizar a fome no mundo, seja produzida de forma cada vez mais sustentável” disse. (AGÊNCIA CÂMARA)

 

Deixe um comentário