Abastecimento de água

Linha de distribuição de água vai beneficiar população afetada pela cheia em Itamarati

O abastecimento é oferecido de forma gratuita por meio da Cosama e Defesa Civil. (Foto: Arthur Castro/Secom)

Auxiliando a população afetada pela enchente no estado, o Governo do Amazonas vem realizando a instalação de linhas de distribuição de água potável para auxiliar famílias em áreas alagadas na “Operação Enchente 2021”. O abastecimento é oferecido de forma gratuita por meio da Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama) e Defesa Civil.

O primeiro ponto de distribuição foi instalado no município de Itamarati (a 985 quilômetros de Manaus), na calha do Juruá. A subida do rio já afeta mais de mil famílias na localidade, atendidas com ajuda humanitária do Governo do Estado. Na última sexta-feira (12/03), o governador Wilson Lima participou da entrega de cestas básicas, kits de higiene, kits dormitório, gás de cozinha e outros mantimentos.

O diretor-presidente da Cosama, Armando do Vale, destacou que a companhia tem trabalhado para atender a população afetada no interior do estado. Entre as medidas, ele cita a implantação de Estações de Tratamento de Água Móvel (Etam) em Boca do Acre e Envira. Em cada município, três estruturas foram montadas para abastecer as vítimas da enchente. Atualmente a Cosama cuida do abastecimento de 14 municípios.

“Trabalhamos em não cobrar a conta das pessoas que estão nessa situação de alagamento. Implantamos agora uma linha de distribuição de água potável para as pessoas gratuitamente na rua, para que as pessoas possam coletar a água e levar para a casa delas. É uma forma de amenizar o sofrimento dessas pessoas aqui em Itamarati”, disse Armando, acrescentando que mais de 600 famílias em Itamarati terão a isenção da cobrança na conta de água.

O gerente da Cosama em Itamarati, Elias Torres, explicou que o ponto de abastecimento está interligado ao Centro de Referência da Assistência Social (Cras) da cidade. O sistema deve fornecer água tratada para uma média de 400 famílias. O objetivo é instalar mais dois em áreas distintas da cidade, a fim de alcançar o maior número de pessoas.

“É o mínimo que a Cosama pode fazer para essas pessoas. Nesse ponto a gente fica até com a sensação de dever cumprido, porque levando água potável para essas pessoas, estamos levando também saúde para elas. As pessoas vão pegar uma água de qualidade, ao invés de consumir uma água que pode causar doenças. A Cosama, se preocupando com essa situação, trouxe essa água para beneficiar”.

*Com informações da assessoria

Deixe um comentário