Levy pede demissão do BNDES

Levy (esq.) foi convidado por Paulo Guedes, mas isso nunca agradou o presidente. (Foto: ABr)

O presidente Jair Bolsonaro finalmente se livrou de um integrante da equipe econômica que o incomodava: Joaquim Levy, o ex- ministro da Fazenda de Dilma Rousseff (PT) que o ministro Paulo Guedes (Economia) convidou para presidir o BNDES.

O pedido de demissão de Levy foi encaminhado a Guedes neste sábado (15) após Bolsonaro afirmar publicamente que sua cabeça estava a prêmio, após a nomeação de Marcos Barbosa Lima, economista ligado ao PT, para cargo de diretoria no banco.

“Eu já tô por aqui com o Levy, falei para ele: ‘demita esse cara na segunda-feira ou eu demito você sem passar pelo Paulo Guedes’”, disse ele a jornalistas.

O presidente ainda disse que Levy não estava sendo leal. “[Ele] Já vem há algum tempo não sendo leal àquilo que foi combinado e àquilo que ele conhece a meu respeito”, para acrescentar que sua cabeça estava a “há algum tempo”.

Primeiro, o próprio Marco Barbosa Lima pediu demissão, em carta enviada a Levy, após dois dias no cargio. Depois foi a vez do próprio presidente do BNDES fazê-lo, levando em conta a afirmação do presidente.

fonte: diário do poder

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here