Lei Maria da Penha poderá ser ensinada em escolas públicas do AM

lei-maria-da-penha-300x256O ensino de noções básicas sobre a Lei Maria da Penha poderá ser obrigatório nas escolas da rede estadual do Amazonas. O Projeto de Lei 73/2016, protocolizado na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), cria o Programa Lei Maria da Penha vai à Escola, que insere a Lei 11.340/2006 em todo currículo escolar para conscientizar jovens e adolescentes sobre o combate à violência contra a mulher dentro e fora do ambiente doméstico. O projeto foi apresentado pelo vice-presidente da Comissão da Mulher, das Famílias e do Idoso, deputado Dermilson Chagas (PEN).

O projeto destaca a importância do respeito aos Direitos Humanos, tema que reflete na promoção da igualdade de gênero, prevenindo e evitando as práticas de violência contra a mulher. Para o autor do projeto, deputado Dermilson Chagas, o programa educativo vai auxiliar na redução de casos de violência contra à mulher, sobretudo em ambiente familiar, já que vai incentivar que a situação seja denunciada. “A educação para evitar situação de violência contra as mulheres começa no ambiente escolar e familiar. O projeto não vai gerar nenhum custo e vai incentivar as denúncias e que não nos calemos diante deste quadro”, afirma o parlamentar. 

De acordo com a proposta, o programa será executado em parceria entre a Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), e a Comissão da Mulher, das Famílias e do Idoso da ALE-AM, com o Conselho Estadual das Mulheres do Amazonas e com a Delegacia da Mulher, podendo ser estendida à parcerias com entidades governamentais e não governamentais, ligadas às temáticas da Educação e dos Direitos Humanos. 

Ao Conselho Estadual das Mulheres do Amazonas caberá a execução de todo o processo, estabelecendo a interlocução com o movimento de mulheres e movimentos feministas, além auxiliar na capacitação das equipes das escolas estaduais sobre as estratégias metodológicas no desenvolvimento do trabalho pedagógico.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here