DEMOCRACIA

José Seráfico recebe hoje Título de Cidadão do Amazonas

José Seráfico será homenageado

Com uma vida marcada pelo combate à ditadura e defesa dos princípios democráticos, o professorda Faculdade de Estudos Sociais (FES) da Universidade Federal do Amazonas, José da Silva Seráficode Assis Carvalho será homenageado hoje (25) pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam),com o Título de Cidadão do Amazonas.

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) é o autor da propositura que em sua opinião será um atode justiça ao professor, bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal doPará (1965) e escritor com várias obras publicadas.

“O professor Seráfico é um paraense que veio para Manaus em 1966 e que aqui se integrou à nossacidade. Professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), articulista do jornal A Crítica ealguém que viveu intensamente esses 55 anos que está na nossa capital. O professor Seráfico já éum cidadão do Amazonas, mas quinta-feira também será de direito”, disse o parlamentar.

Biografia

Nascido em Belém, no dia 23 de abril de 1942, filho de João Batista Seráfico de Assis Carvalho e dedona Oneide Seráfico de Assis Carvalho, estudante do Paes de Carvalho, atuou no movimentosecundarista e lutou pela meia-passagem, estudante de Direito da Universidade Federal do Pará(UFPA), Membro da União Acadêmica Paraense, participou dos congressos da União Nacional do Estudantes, do Movimento pelas reformas de base e do C.P.C da UNE.

Dirigiu em 1964 “O Tabloide UAP”, escreveu o manifesto de resistência ao golpe militar pela UAP,estava na UAP no momento de sua invasão pelo exército no dia 01 de abril de 1964, a sede foi todaquebrada, recebeu uma bofetada no rosto do Coronel “Peixe Agulha”, preso no momento da invasão.

Teve sua casa vigiada pelo exército, foi interrogado pelo coronel Alacid Nunes, arrolado em 04 lPM,o do movimento estudantil, do partido comunista local, do partido comunista do Brasil e do SPEVEA.Em 1965, ainda respondia a lPM, preso novamente no dia 07 de abril, na Quinta companhia deGuarda, para averiguação por dois meses, um mês incomunicável. Acusado de autor de manifestoscontra o golpe civil militar, foi demitido da SPEVEA e proibido de entrar no prédio da instituição.

Demitido do “Jornal do Dia” com exigência dos governos militares, foi embora de Belém paraManaus, onde foi contratado como professor de administração da Universidade Federal doAmazonas.

Professor Titular (aposentado) da Ufam, Faculdade de Estudos Sociais (FES), Departamento deAdministração. Possui graduação em Curso de Bacharelado em Direito pela Faculdade de Direito daUniversidade Federal do Pará (1965), inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, Secção doAmazonas, sob o no 1.530, Pós-graduação pelo Programa Nacional de Aperfeiçoamento deProfessores de – Administração (1 PRONAPA), pela Comissão Econômica para América Latina eCaribe – Cepal, da Organização das Nações Unidas e pela Organização Universitária lnternacional(OUl-Canadá), Escola lnteramericana de Administração Pública -EIAP, da Fundação Getúlio Vargas,Rio de Janeiro, com mais de dez livros publicados, além de artigos em revistas especializadas,jornais e blogs.

Deixe um comentário