Esportes

Jogo entre Brasil e Uruguai só terá público imunizado com as duas doses contra covid

O jogo está marcado para o dia 14 de outubro na Arena da Amazônia Vivaldo Lima.

O governador Wilson Lima informou, nesta quarta-feira (22/09), a exigência de vacinação completa contra a Covid-19, com duas doses ou dose única, para o público que for acompanhar o clássico sul-americano entre Brasil e Uruguai válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo Fifa Catar 2022.

O jogo está marcado para o dia 14 de outubro deste ano na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, zona centro-sul de Manaus. E contará com a presença de um público de 12 mil pessoas, entre 8 mil pagantes e 4 mil convidados homenageados. Isso representa 30% da capacidade da Arena da Amazônia.

“Essa é a primeira eliminatória, desde o início da pandemia, da Seleção Brasileira em que haverá público. Portanto é um momento muito significativo para o estado do Amazonas. Todos sabem da dificuldade que nós passamos com o pico da pandemia, então isso vai ser um marco para o estado e também vai servir de parâmetro para a realização de outros eventos”, disse o governador.

A partida é organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) com apoio do Governo do Amazonas. A confederação é responsável pela comercialização dos ingressos.

“É importante a participação do Estado, até por conta do cenário de Covid-19 que a gente vive. Então por isso nós vamos ter uma estrutura de segurança pública, uma estrutura de segurança sanitária e uma estrutura de trânsito para controlar a entrada na Arena da Amazônia”, completou.

Segundo o governador, a presença de público é possível devido ao avanço da vacinação contra a Covid-19 e redução do número de casos da doença em todo o estado.

O anúncio ocorreu durante coletiva de imprensa no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), zona centro-sul da capital, para anunciar as novas medidas de enfrentamento à Covid-19 no Amazonas.

No jogo entre Brasil e Uruguai serão cumpridos os protocolos sanitários de segurança para evitar a proliferação do novo coronavírus. O Governo do Amazonas irá montar um centro de monitoramento para o jogo. O Estado também trabalha para que no dia do jogo sejam disponibilizadas quatro entradas de acesso.

Um Plano Tático Integrado está sendo montado, e nele estarão descritas todas as ações de todos os envolvidos na operação.

A CBF assumiu, juntamente ao Governo do Amazonas, a responsabilidade pelos ajustes necessários para preparar a Arena da Amazônia para a partida.

Ainda em outubro, pelas Eliminatórias, a Seleção Brasileira vai enfrentar a Venezuela, em Caracas, no dia 7; e a Colômbia, em Barranquilla, no dia 10.

Evento teste

Na sexta-feira (24/09), será realizado um evento teste na Arena da Amazônia com o público de 3,5 mil pessoas, sendo 500 funcionários e técnicos.

Poderá participar quem tiver sido vacinado com a primeira dose e não estiver no prazo da segunda atrasado. Além disso, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-AM) e Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS) vão testar todos os envolvidos nesta quarta (22/09) e na quinta-feira (23/09), das 18h às 20h, na Arena. Serão realizados testes do antígeno e RT- PCR. Todos os participantes serão monitorados pelo período de 14 dias pós evento.

*Com informações da assessoria

Deixe um comentário