Segurança Pública

Internos do CDPM 1 reformam pavilhões da unidade prisional

FOTO: Divulgação / Seap

Treze internos do programa de ressocialização Trabalhando a Liberdade, implantado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), estão atuando na reforma dos seis pavilhões do Centro de Detenção Provisória de Manaus 1 (CDPM 1), localizado no Km 08 da BR-174 (Manaus-Boa Vista). O uso da mão de obra estimula a profissionalização e ressocialização dos encarcerados.

Os trabalhos iniciaram em outubro. Desde então, os internos vêm cumprindo uma jornada de trabalho de oito horas diárias. Hoje, estão desempenhando serviços de alvenaria, reparação e pintura no pavilhão 03 e na quadra poliesportiva da unidade prisional. Outros pavilhões que já receberam reparos foram os de números 04, 05 e 06. Os próximos serão os de números 02 e 01. Além disso, o grupo também está realizando a impermeabilização da laje da Central de Recebimento e Triagem (CRT), anexa ao CDPM 1.

FOTO: Divulgação / Seap

As reformas nos pavilhões foram pensadas com o intuito de melhorar a estrutura de segurança dos monitores de ressocialização, corrigir espaços danificados pela ação do tempo, bem como proporcionar uma melhora no ambiente de estadia dos internos. Na CRT, o objetivo é aperfeiçoar o ambiente de trabalho dos servidores, que estavam sofrendo com infiltrações dentro dos setores.

Para o diretor do CDPM 1, Dillaney Silva, a atuação dos internos na manutenção e conservação da estrutura da unidade traz inúmeros benefícios. “Os internos têm a oportunidade de ocupar a mente com algo voltado a sua própria melhoria, com a qualificação que adquire a todo tempo e ganhar o direito a redução de pena. A administração pública ganha pela economia de recursos e agilidade na realização dos trabalhos de forma ágil e eficiente dentro da unidade prisional”, disse.

Diminuição de pena – A Lei de Execução Penal (LEP), Lei nº 7.210/1984, prevê que a cada três dias de trabalho o interno diminua um dia de sua pena.

 

Deixe um comentário