“Incendiou-se em questão de segundos”: Sobreviventes relatam fuga de avião que caiu no México

(Foto: Red Cross Durango via AP)

A queda de um avião da Aeroméxico na cidade de Durango, no norte do México, na tarde de terça-feira(31), não deixou mortos entre os 99 passageiros e os quatro tripulantes que estavam a bordo. Os sobreviventes, no entanto, tiveram que fugir rapidamente da aeronave, que começou a pegar fogo minutos após tocar o solo.

Segundo o governo de Durango, o avião, um E190 da Embraer que faria a rota AM2431, decolou do aeroporto Guadalupe Victoria às 15h30 do horário local (17h30 de Brasília) rumo à Cidade do México, caindo pouco depois da decolagem a cerca de 300 metros da pista.

A aeronave teria sido atingida por uma forte rajada de vento, que fez com que ela perdesse altura bruscamente e dois motores se soltassem. O avião caiu em posição horizontal, o que permitiu a ativação dos tobogãs de segurança e a evacuação dos passageiros. Logo em seguida, começou o incêndio.

“Foi muito, muito feio”, disse Lorenzo Núñez, de Chicago, ouvido pela agência Associated Press. Ele escapou do avião em chamas com a esposa e seus dois filhos. “Ele se incendiou em questão de segundos”, disse.

De acordo com a AP, muitos passageiros conseguiram deixar o avião ainda antes da chegada das equipes de emergência. Alguns buscaram atendimento médico. As autoridades mexicanas passaram a tarde em busca dos passageiros para assegurar que todos sobreviveram e foram atendidos.

A maior parte dos 49 hospitalizados teve ferimentos leves, segundo o governo de Durango. O caso mais grave seria do piloto, que precisou passar por uma cirurgia em virtude de uma lesão na coluna. Outros passageiros tiveram queimaduras em até 25% do corpo.

(Com AP, AFP e Reuters)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here