Incêndio atinge Hospital de Autazes e Governo do Estado remove pacientes para a capital

Não foram registradas vítimas, apenas perdas materiais (Foto: Marquinho Gravações)
Não foram registradas vítimas, apenas perdas materiais (Foto: Marquinho Gravações)

Um incêndio ocorrido por volta das 3h da madrugada desta sexta-feira (10), em uma ala do Hospital Regional Dr. Deodato de Miranda Leão, no município de Autazes (distante 118 quilômetros de Manaus), exigiu a transferência de pacientes que estavam internados na unidade para a capital. O secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, se deslocou para o município nas primeiras horas da manhã e coordenou pessoalmente o processo de transferência dos pacientes e as demais providências necessárias. Por determinação direta do governador Omar Aziz, o Governo do Estado mobilizou quatro aeronaves para o transporte dos pacientes. O último vôo decolou as 14h do município. No incêndio, que não deixou feridos, cerca de 10 toneladas de medicamentos e insumos de saúde tiveram perda total.

Wilson Alecrim explicou por telefone, de Autazes, que o incêndio afetou o bloco do hospital onde se localizam a farmácia, a cozinha, a lavanderia e outros setores de apoio da unidade.  “Todo o atendimento da unidade ficou inviabilizado, por isso optamos pela imediata transferência das grávidas em trabalho de parto ou com indicação de cesárea, bem como os pacientes mais graves, inclusive crianças”, frisou Alecrim.

Ao todo, 14 pacientes foram transferidos, incluindo dez grávidas – encaminhadas para as maternidades Azilda Marreiro, Alvorada, Chapot Prevost e Ana Braga – e um paciente que chegou ao Hospital Dr. Deodato de Miranda Leão por volta das 8h da manhã, vítima de um acidente com arma de fogo.

Equipes da área de engenharia do Governo do Estado e da Susam também já estão em Autazes para fazer o levantamento dos danos à área física do hospital para subsidiar o imediato programa de recuperação da unidade. “Já estamos discutindo também com o prefeito do município um plano de funcionamento do sistema de saúde local para este período em que o hospital estará fechado. As duas Unidades Básicas de Saúde da Prefeitura passarão a funcionar 24 horas, com médicos, enfermeiros e atendimento de urgência”, destacou o secretário.

Ainda na manhã desta sexta-feira, a Central de Medicamentos do Estado enviou um caminhão baú para o município, carregado com medicamentos que irão repor o material perdido no incêndio.  Outra medida adotada foi o envio de uma ambulância ao município, para reforçar a frota de remoção local, que já conta com dois veículos.

O governador Omar Aziz autorizou para que, já no decorrer da próxima semana, se iniciem os trabalhos de recuperação do hospital, para que a unidade volte a funcionar no mais breve espaço de tempo possível. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here