Implurb auxilia empresários na normatização das fachadas no centro de Manaus

Implurb_Fachadas

As indagações são antigas e ganham destaque nas reuniões ordinárias da Associação Comercial do Amazonas (ACA), desde o mês de junho. As placas de publicidade que são colocadas nas fachadas dos comércios no Centro de Manaus têm sido motivo de notificações do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb).  Para os empresários do comércio, um problema que enquanto não houver diálogo, não terá solução. Segundo eles, o prazo para que os notificados procurem o Instituto, acompanhados de um arquiteto, é de até 48 horas.

No dia 07 de agosto, diretores e associados se reuniram na sede da ACA para discutir o que poderia ser feito. Estiveram presentes o Secretário para Requalificação do Centro de Manaus, Rafael Assayag; o diretor de Planejamento do Implurb, Laurent Troost; e a chefe da Divisão de Patrimônio Edificado do Implurb, Luíza Lacerda. Um manual de normatização das placas, feito pela prefeitura, foi entregue aos comerciantes, mas, não foi o suficiente.

Para o presidente da ACA, Ismael Bicharra Filho, o ideal é que um técnico do Implurb agende uma visita à sede da entidade para que possa servir como ponto de encontro com os empresários do comércio. “(sonora Ismael)”

O secretário Rafael Assayag concordou com o presidente da ACA e conversou diretamente com o presidente do Implurb, Roberto Moita, para que a proposta fosse viabilizada. “São pedidos legítimos e que, sem dúvida, são de grande valência para solucionar os problemas aqui expostos. Além disso, a pedidos do próprio empresariado, precisamos melhorar esta cartilha de normatização das placas comerciais, para que ela fique cada vez mais clara e que, no fim, possamos entrar em um consenso”, disse.

Sendo assim, a partir desta sexta-feira (30) dois técnicos do Implurb estarão recebendo os empresários na sede da ACA semanalmente para auxiliar quanto a normatização das placas de publicidade nas fachadas dos estabelecimentos e eventuais dúvidas que possam surgir no decorrer do processo.

De acordo com as Leis Municipais, toda publicidade exposta nas fachadas das áreas comerciais do município deve ser aprovada primeiro pelo Implurb, e as placas precisam ser padronizadas nos quesitos técnicos (tamanho e largura), para que sejam proporcionais às fachadas dos estabelecimentos, não podendo nenhuma delas ultrapassar os 5m²  previstos. “Nosso corpo técnico está à disposição dos empresários, mas precisamos da colaboração de todos para chegar à cidade que desejamos. Estamos promovendo ações de revitalização para a recuperação do patrimônio cultural edificado da cidade, e um dos meios para isso é a retirada do excesso de publicidades das fachadas dos prédios comerciais, evitando a poluição visual. Entendemos que o processo é burocrático e que precisamos fazer algumas modificações, mas este diálogo aberto com a classe está sendo muito útil para atingir este objetivo”, destacou o diretor de Planejamento do Implurb, Laurent Troost.

1 COMENTÁRIO

  1. A Cidade de Benjamin Constant, no Alto Solimões, esta a mais de 72 horas sem sinal de Celular da operadora Vivo. Segundo internautas Benjaminenses em seus perfis no Facebook, a situação está caótica. Já que a maioria da população usa celular na cidade e nas comunidades próximas. Segundo o Professor Misse Barbosa, que mora na cidade, afirma que a situação já se arrasta há mais de uma semana, o sinal indo e vindo. E que já tentou entrar em contato com a operadora e a Anatel, não teve êxito. Outro problema que BC e Atalaia do Norte, estão tendo, são as constantes interrupções da Amazonas energia. Já que Atalaia do Norte tem a energia fornecida pela subestação que fica em Benjamin.Para não dizer que BC, está totalmente sem comunicação, muitos estão se comunicando via Facebook e outros serviços na internet.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here