Ecológicas

Igreja Católica abre acesso a relatórios ambientais

Papa Francisco tem dedicado atenção à causa ecológica, que foi tema de um dos principais documentos de seu pontificado.

A Igreja Católica tornou abertas as inscrições de participantes em uma plataforma na internet com a intenção de ampliar discussões e estimular a consciência ambiental. O aumento das participações foi anunciado em um cenário de avaliação relativamente negativa dos resultados da última Conferência da ONU sobre o Clima (COP26).

No último domingo (14/11), durante um oração semanal, no Vaticano, o Papa Francisco cobrou das lideranças políticas e econômicas ações rápidas e urgentes. E desde a segunda-feira (15/11), foram abertas as inscrições para a plataforma Laudato Si, que tem esse nome em referência ao principal documento sobre questões ambientais publicado pelo pontífice.

“A ciência é clara. O tempo está se esgotando. Nossos irmãos e irmãs, nossos filhos estão sofrendo, especialmente nos países mais pobres. O grito deles é providencial. Isto é o que vimos na COP e em todos estes anos, os jovens envolvidos neste campo”, disse o padre Joshtrom Kureethadam, coordenador do setor de Ecologia e Criação do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, ao site de notícias do Vaticano.

De acordo com o sacerdote, a plataforma é aberta à participações que vão desde as próprias ordens religiosas, passando por organizações e instituições de defesa do meio ambiente, e pessoas comuns engajadas com a questão. Entre os assuntos em discussão, estão mudanças na economia e no estilo de vida, com direcionamento para ações sustentáveis.

De acordo com o site de notícias do Vaticano, a plataforma Laudato Si está online desde maio, mas ainda restrita a grupos de trabalho. Agora, com participação mais aberta, e expectativa é de crescer. As inscrições vão até o dia 22 de abril do ano que vem, quando se comemora o Dia da Terra.

*Com informações de Globo Rural

Deixe um comentário