IFAM Campus São Gabriel da Cachoeira abre edital para Nheengatu

Vinte e quatro estudantes estão em regime de internato no campus - Foto: Divulgação/Comunidade

Considerado o campus mais indígena do Brasil, com 23 etnias representadas, o Instituto Federal do Amazonas (IFAM) Campus São Gabriel da Cachoeira está ofertando novas turmas para o curso de Nheengatu por meio do Centro de Idiomas.

O objetivo do curso é ampliar o conhecimento linguístico, técnico/pedagógico e científico no idioma para docentes e técnicos-administrativos do Campus São Gabriel da Cachoeira, além de professores indígenas municipais e estaduais e servidores públicos no município.

Para o reitor do IFAM, Antonio Venâncio Castelo Branco, a oferta da língua nheengatu no campus é um dos passos para a reestruturação dos currículos dos cursos. “Por meio do ensino do nheengatu iremos trabalhar a reestruturação das matrizes curriculares, obedecendo a mobilidade das populações tradicionais. Além disso, cumprimos nosso papel na função da democratização do acesso ao ensino, pois estamos proporcionando a alunos e professores indígenas, a oportunidade de ingressar em uma instituição federal”, disse o reitor ao afirmar que desta forma, o IFAM também cumpre o que determina o artigo 79 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB).

Desde 2002, o município de São Gabriel da Cachoeira (distante 856 quilômetros de Manaus) por meio da Lei Municipal nº 145 cooficializou as línguas Nheengatu, Baniwa e Tukano para a valorização e interação entre a comunidade educativa para fortalecimento das línguas indígenas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here