Idosa é a primeira a ser vacinada contra a covid no Reino Unido

"O melhor presente de aniversário antecipado que poderia esperar", disse Margaret Keenan próxima de completar 91 anos ─ Foto: Jacob King / POOL / AFP

Uma mulher de 90 anos se tornou a primeira pessoa do mundo a receber a vacina contra a covid-19 fora dos estudos clínicos. Margaret Keenan foi imunizada nesta terça-feira (8/12) no Reino Unido com a vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNTech. As informações da Agência France-Presse.

Margaret, que está hospitalizada em Coventry, centro da Inglaterra, contou aos repórteres do local que receber a vacina foi “o melhor presente de aniversário antecipado que poderia esperar”. Ela completa 91 anos na semana que vem. “Isto significa que finalmente posso pensar em passar um tempo com minha família e amigos no Ano Novo, depois de ficar sozinha por grande parte do ano”, comentou diante dos fotógrafos, vestida com uma camiseta com o tema natalino.

O governo britânico decidiu dar prioridade a idosos, seus cuidadores e profissionais de saúda na campanha de vacinação, iniciada às 8h (5h no horário de Brasília), chamado pelo ministro da Saúde, Matt Hancock, como “Dia V”.

O Reino Unido, país mais afetado da Europa pela pandemia, com mais de 61.400 mortes confirmadas, é o primeiro Estado do Ocidente a autorizar o uso de uma vacina contra a covid-19. A Rússia já começou a aplicar a Sputinik V em sua população, assim como a China que também já utiliza a vacina experimental para imunizar um grupo reduzido da população.
“Este dia marca um enorme avanço na luta do Reino Unido contra o coronavírus”, declarou o primeiro-ministro Boris Johnson. “Mas a vacinação em larga escala vai levar tempo”, advertiu, ao pedir que população continue respeitando as restrições impostas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here