Homem casado com “viúva negra” diz-se um “sortudo” por ter sobrevivido

"O meu maior arrependimento foi não ter dado ouvidos ao meu pai, quando ele me avisou que ela era violenta", diz a vítima

Kathleen Webber foi considerada um perigo para todos os homens depois de ter esfaqueado, por duas vezes, o marido Keith Dean. A mulher é, ainda, acusada de ter matado o seu segundo marido, Dean Leighton Webber, depois de uma discussão no dia de Natal, em 2002.

A mulher, de 58 anos, e casada por quatro vezes, terá esfaqueada o último marido na sequência de uma discussão. Keith, a vítima, diz sentir-se um “sortudo” por ter escapado com vida à violência da mulher.

Os dois conheceram-se porque Kathleen era casada com o pai de Keith. Os dois decidiram casar-se após a morte do homem, no ano passado.

Conta Keith que a discussão que desencadeou as agressões da mulher foi causada pelo fato de este estar a ver televisão. Após uma troca de argumentos, a mulher desferiu-lhe dois golpes com uma faca.

“Sofri de depressão e ansiedade depois do ataque. A minha saúde não está boa. Sinto-me um sortudo por ter escapado, mas o meu maior arrependimento foi não ter dado ouvidos ao meu pai, quando ele me avisou que ela era violenta”, conta Keith, se 57 anos.

A mulher foi condenada a 30 anos de prisão por esta agressão e ganhou o título de “viúva negra”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here