Economia

Governo do Amazonas atualiza pagamento do PAA, beneficiando 482 agricultores em 46 município

FOTO: Arquivo / ADAF

O Governo do Estado atualizou, na segunda-feira (12/07), o pagamento dos agricultores cadastrados no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), do Ministério da Cidadania, coordenado no Amazonas pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror). O pagamento referente aos meses de abril, maio e junho envolveu recursos superiores a R$ 3,1 milhões, beneficiando 482 agricultores de 46 municípios.

O pagamento é feito em agências do Banco do Brasil, por meio do Cartão de Benefício Econômico, e movimentou um total de R$ 3.129.249,04, assim distribuído: R$ 1.573.391,78 referentes ao mês de abril; R$ 1.281.363,63 referentes a maio; e R$ 274.493,63 referentes a junho. Os valores abrangem pagamentos da aquisição de 1.307 toneladas de alimentos, entregues a 117 entidades cadastradas junto ao estado e que promoveram a distribuição simultânea a 130 mil pessoas em risco de vulnerabilidade social e/ou em estado de insegurança alimentar e nutricional nos 49 municípios atendidos no período.

Foram beneficiados produtores dos municípios de Anamã, Anorí, Apuí, Alvarães, Amaturá, Atalaia do Norte, Autazes, Barreirinha, Beruri, Boa Vista do Ramos, Boca do Acre, Borba, Caapiranga, Careiro da Várzea, Canutama, Coarí, Codajás, Eirunepé, Guajará, Fonte Boa, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Itamarati, Itapiranga, Japurá, Jutaí, Lábrea, Manacapuru, Manaquirí, Manaus, Manicoré, Maraã, Maués, Nova Olinda do Norte, Novo Aripuanã, Parintins, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Tonantins, Santo Antônio do Içá, Silves, São Sebastião do Uatumã, São Paulo de Olivença, Tabatinga, Tefé, Tapauá, Urucará e Uarini.

PAA 2020/2021 – O Amazonas é o estado que lidera, em volume financeiro, no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) na região Norte. Para o período 2020/2021, o PAA conta com recursos de R$ 13,4 milhões, mais que o triplo em relação aos R$ 4 milhões repassados em cada um dos dois períodos anteriores.

Deste total, R$ 8.415.500,00 constituem recurso extraordinário emergencial, liberado para apoio à agricultura familiar durante a pandemia do Covid-19, e os R$ 4.965.740,00 são recurso ordinário do período.

O programa atualmente em execução atende 2.059 agricultores familiares, com a aquisição de 5.575 toneladas de 72 tipos de produtos alimentícios, que chegam na rede socioassistencial de 117 entidades. Entre estas estão quatro entidades indígenas e uma quilombola, atendendo cerca de 160 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social em 55 municípios do Amazonas.

“É bom frisar que o PAA não parou. Foi executado durante todo o período intenso da pandemia e continua em execução. O estado tem na sua agricultura familiar, uma produção bem adequada, dentro dos níveis previstos. Mesmo com as enchentes, nós estamos adquirindo os produtos, suprindo essa necessidade de emprego e renda, e, uma vez concluída a atual programação, imediatamente abriremos novo chamamento público”, informou o coordenador do PAA Amazonas, Tanis Castro.

*Com informações da assessoria

Deixe um comentário