Gerente de empresa aérea é demitido após avião fazer ‘rota fálica’

'Rota fálica' no céu da Rússia ─ Foto: Reprodução

O gerente de voos da empresa russa Pobeda foi demitido nesta semana após um incidente em que a rota de um voo desenhou a figura de um pênis durante deslocamento de Moscou a Yekaterinburgo (Rússia) em 11 de novembro.

Suspeita-se que o desvio da rota tenha sido um protesto em solidariedade ao jogador de futebol Artem Dzyuba. O capitão da Rússia foi cortado da seleção após o vazamento de um vídeo íntimo em que ele aparece se masturbando.

A Agência Federal de Transporte Aéreo investigou o “protesto fálico” sobre a cidade de Neftekamsk.

Os pilotos originalmente alegaram que a trajetória de voo sem precedentes era devido a um mau funcionamento dos sensores de orientação, embora nenhuma evidência tenha sido encontrada de que eles estavam com defeito.

É relatado que os pilotos também disseram à polícia que tinham que seguir aquela rota para drenar o combustível, apesar de o avião não ter um sistema de drenagem de combustível.

A investigação descobriu que a Pobeda tentou, sem sucesso, obter uma mudança de rota semelhante em 10 de novembro, para um voo entre Moscou e São Petersburgo.

Denis Petrikov, responsável pelas rotas aéreas da companhia low cost, foi acusado violar medidas de segurança após aprovar a alteração da rota do voo DP407, de acordo com o “Sun”. O avião levava 102 passageiros. (Page Not Found)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here