Espaço

Foguete soviético em órbita por 48 anos cai na Terra

Restos do foguete soviético caíram sobre o Pacífico.

Um foguete de 48 anos reentrou na atmosfera da Terra na noite da última sexta-feira (23). O objeto foi lançado em 26 de dezembro de 1973 pela então União Soviética para colocar em órbita um satélite que investiga a atmosfera terrestre e foi descartado no espaço. As informações foram publicadas pelo site francês Netcost-Security.

A queda de objetos espaciais é monitorada pelo Comando Estratégico dos Estados Unidos (USStratCom), mas, como o SL-8 R/B não oferecia riscos, não houve acompanhamento de sua trajetória. A data o local exatos da reentrada do foguete seguem desconhecidos, mas as últimas previsões indicavam que cairia sobre o Ártico por volta das 19h10.

O foguete Kosmos-3M possuía mais de 20 toneladas quando lançado. Após quatro décadas em órbita no espaço e de perder todo seu combustível, a peça cilíndrica de 6 metros ficou com 1,4 tonelada de massa.

A queda do objeto não oferece riscos pois a atmosfera terrestre funciona como um escudo ao objeto que entra com velocidade de 28 mil km/h. Os gases atmosféricos são aquecidos, e o calor deve queimar até 80% do projétil – o que sobra é fragmentado pela resistência do ar.

O foguete Kosmos-3M possuía mais de 20 toneladas quando lançado. Após quatro décadas em órbita no espaço e de perder todo seu combustível, a peça cilíndrica de 6 metros ficou com 1,4 tonelada de massa.

A queda do objeto não oferece riscos pois a atmosfera terrestre funciona como um escudo ao objeto que entra com velocidade de 28 mil km/h. Os gases atmosféricos são aquecidos, e o calor deve queimar até 80% do projétil – o que sobra é fragmentado pela resistência do ar.

Deixe um comentário