FMT-HVD terá primeira Residência Médica em Hepatologia, na região Norte

Os programas terão duração de dois anos, informou Graça Alecrim
Os programas terão duração de dois anos

O Conselho Nacional de Residência Médica, instituição vinculada ao Ministério da Educação (MEC), credenciou a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), órgão da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), para executar dois novos programas de Residência Médica – em Hepatologia e Pediatria. A instituição será a primeira da região Norte a formar especialistas no diagnóstico e tratamento de doenças hepáticas e irá contribuir, também, para reforçar o quadro de pediatras da rede estadual de saúde.

A previsão é que os editais de lançamento dos programas sejam publicados em janeiro de 2014, segundo antecipa o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim. Ele destaca que a aprovação representa um avanço na área de tratamento dos distúrbios do fígado e de atenção à saúde da criança, no Amazonas. Atualmente, há apenas dois programas de Residência Médica em Pediatria – na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Na área de Hepatologia, os profissionais locais precisavam se deslocar para outros estados em busca da especialização.

A diretora-presidente da FMT-HVD, Graça Alecrim, explica que os programas terão duração de dois anos. Inicialmente, serão disponibilizadas cinco vagas para Pediatria e outras duas para Hepatologia. Os candidatos deverão concorrer às vagas via processo seletivo, que inclui prova escrita. Os aprovados receberão acompanhamento dos coordenadores dos programas pela FMT-HVD e atuarão em unidades do Governo do Estado, como o Hospital Infantil Dr. Fajardo e o Pronto Socorro da Criança da Zona Sul.

Ensino e Pesquisa – A FMT-HVD possui forte atuação na área de Ensino e Pesquisa. Além dos novos programas, a instituição já executa o Programa de Residência Médica em Infectologia e Dermatologia. Também está em processo de implantação a Residência Multiprofissional em Intensivismo e Infectologia, destinada a profissionais de Enfermagem, Farmácia, Psicologia e Fisioterapia.

Atualmente, a instituição possui mais de 130 pesquisas em andamento, por meio da implementação de vários programas, como o de Iniciação Científica e o de Pós-graduação em Medicina Tropical, este último desenvolvido em parceria com a UEA, e que oferece formação em nível de Mestrado e Doutorado. Em mais de 12 anos de funcionamento, o Programa de Iniciação Científica ofereceu 584 bolsas, com 99% de implantação e conclusão. Já o Programa de Pós-graduação funciona há mais de 10 anos, tendo permitido a titulação de cerca de 100 mestres e 20 doutores em Medicina Tropical.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here