Saúde

Fiocruz investe em informação para combater Covid em indígenas

Foto - Gabriel José

O website “Medidas de Saúde Pública contra a COVID-19” foi lançado hoje (20) no Parque das Tribos, onde vivem cerca de 750 famílias de 35 etnias diferentes.

Na comunidade, criada há pouco mais de sete anos no bairro Tarumã-Açu, vivem hoje cerca de três mil indígenas que passam a ter com o website, informações detalhadas, voltadas para o esclarecimento de grupos vulneráveis sobre medidas de saúde pública com objetivo de ampliar e melhorar a cobertura social da política de combate à COVID-19.

O ambiente virtual integra o Projeto Manaós: Saúde da População Indígena no Contexto Urbano, uma iniciativa coordenada pelo Laboratório de História, Políticas Públicas e Saúde na Amazônia (LAHPSA), do Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) lançado em março deste ano, e seu conteúdo já está disponível no site oficial do projeto (www.projetomanaos.com.br), voltado para o diálogo aberto e direto com populações vulneráveis sobre medidas de prevenção e combate ao novo coronavírus.

A página foi produzida com base no conteúdo na Guia de “Orientações para a aplicação de medidas de saúde pública não farmacológicas a grupos populacionais em situação de vulnerabilidade no contexto da COVID-19”, um material (textual) desenvolvido em 2020 pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPS/OMS).

De acordo com a Guia, disponível para download gratuito nas versões em português, espanhol, inglês e francês, a pandemia demonstrou que a vulnerabilidade está associada tanto a características individuais e biológicas, quanto ao contexto social, econômico e político dos grupos. Portanto, a eficácia das medidas depende da superação de diversos obstáculos e da capacidade de diminuir efeitos indesejados no processo de aplicação da maioria delas.

Por meio de vídeos, ilustrações, figuras, foi possível consolidar um conjunto de recomendações (acessíveis) que tratam de: quarentena; isolamento; fechamento de locais e negócios não essenciais; transporte público; fechamento de escolas; asilos, presídios e outros centros de longa permanência; lavagem das mãos; eventos em massa (aglomerações); condições de moradia; e trabalhadores essenciais.

Acesse: https://www.projetomanaos.com.br/medidas-saude-publica-covid19/

O projeto conta como público focal os moradores da comunidade do Parque das Tribos (indígenas e não indígenas) e visa esclarecer as pessoas sobre questões ligadas à pandemia, gerando, consequentemente, uma convivência mais segura destas com o vírus. Comunidades vivendo situações semelhantes à dos moradores do Parque das Tribos também se beneficiarão.

Finalmente, a página cumpre, segundo os coordenadores do projeto, o compromisso de oferecer informações qualificadas e referenciadas capazes de orientar líderes e gestores públicos na tomada de decisão sobre temas ligados a grupos vulneráveis, bem como subsidiar a criação de políticas públicas que efetivamente tenham poder de transformação social.

Deixe um comentário