FHC, Tasso, Alckmin, Perillo e Artur reconhecem prévias tucanas à Presidência

O ex-senador e prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto, reforçou que o PSDB tem dois candidatos à presidência da República, Geraldo Alckmin e ele próprio e que não irá desistir das prévias para 2018, em discurso durante a 14ª Convenção Nacional do PSDB, em Brasília, na manhã deste sábado (9). Artur Virgílio defende, ainda, que se discuta temas básicos como saúde, educação, segurança, entre outros, com propostas sólidas.

Arthur, FHC, Tasso e Alckmin falaram sobre as prévias em seus discursos. “Não posso ser contra as prévias porque sempre fui a favor”, declarou Fernando Henrique Cardoso. Alckmin iniciou o discurso cumprimentando Arthur, destacando sua trajetória política e a legitimidade na disputa das prévias tucanas. “É uma legitimidade que honra nosso partido, sua candidatura é legitima. Artur Virgílio foi um dos maiores senadores que tivemos no País”, disse.

O senador Tasso Jereissati disse que “haver uma disputa interna de correntes diferenciadas não significa que o partido está rachado ou dividido. Acho legítimo e revigorante que hajam outras pretensões a candidatura à presidência. Não acho incoerência Arthur Virgílio manter sua posição”. Tasso afirmou, ainda, que o Brasil não quer o extremismo ou o populismo. “O Brasil quer um gestor de experiência e equilibrado. Estamos unidos ao redor dessa luta. Vamos fazer com que o PSDB seja a alternativa para o Brasil”, afirmou.

Em discurso, o governador de Goiás, Marconi Perillo, afirmou que o PSDB tem Geraldo Alckmin e Arthur Virgílio como pré-candidatos e que o partido unido vai vencer o ex-presidente Lula.

“As prévias devem ser amplas. Proponho 10 debates nas principais cidades do País. Queremos fazer uma catarse”, declarou Arthur Virgílio. Que afirmou que o PT montou no País um esquema de corrupção como nunca se tinha visto.

Durante seu discurso, o prefeito de Manaus agradeceu o silencio da plateia, que durante todo o evento esteve agitada. Artur Virgílio reforçou também que o País precisa de decência, de lucidez e de coragem. “Precisamos do casamento do Brasil com o Brasil. Do brasileiro com o brasileiro. Precisamos discutir ideias”.

Como Artur Virgílio, o presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, também reforçou que o PSDB precisa, neste momento, de coragem. “Não temos que ter medo de campanha, medo do Lula. Eu venci duas vezes o Lula nas urnas e venceria novamente”, disse.

FHC declarou também que é favorável as prévias amplas no PSDB. “Não posso ser contra (as prévias). É um direito”, afirmou dizendo que Arthur Virgílio é um dos candidatos junto com Geraldo Alkmin. “Temos que abrir um caminho próprio. Eu acredito no povo, eu acredito no Brasil. Sei que muita coisa foi errada, mas temos forças. Mario Covas dizia que o partido tem que ter unidade e nós temos. Precisamos afinar nosso discurso. Ouvido rente a terra, ouvindo o pulsar do povo”, finalizou.

Prévias

Artur Virgílio disse, em entrevista, que fechou na última sexta-feira (8), um acordo com o governador Geraldo Alckmin (SP) para a realizar em março as prévias para a escolha do candidato do PSDB à Presidência da República em 2018. O acerto, segundo ele, foi feito após uma reunião tensa com a cúpula tucana no gabinete do senador Roberto Rocha (AC).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here