Cultura

Festival de Teatro da Amazônia começa na sexta-feira (08)

Circo de La Mamá. FOTO: Divulgação

A 15ª edição do Festival de Teatro da Amazônia começa nesta sexta-feira (08/10), com abertura oficial às 20h, no palco do Teatro Amazonas. Neste ano, o evento conta com 20 espetáculos, entre apresentações presenciais em Manaus e Iranduba e atividades formativas on-line até 16 de outubro, com acesso gratuito.

Com apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, o Festival de Teatro da Amazônia faz parte do programa + Cultura, um pacote de ações voltadas à cultura e à economia criativa.

A coordenadora-geral de produção e vice-presidente da Federação de Teatro do Amazonas (Fetam), Ana Oliveira, destaca que, além do formato híbrido, a programação extensa é inédita na história do evento.

“Nossa proposta é aproximar artistas e produtores culturais da Amazônia e, nesta edição, convidamos seis produções, uma de cada Estado da região Norte, para compor o nosso roteiro”, afirma a organizadora. “Outra novidade fica por conta do Jandira Theatre Move, teatro contêiner itinerante em que vamos levar os espetáculos para a região metropolitana e para as zonas norte e leste de Manaus, para chegar em outros públicos”.

Ana Oliveira adianta que as mostras presenciais encerram em 12 de outubro enquanto os debates seguem até o dia 16, com nomes importantes do cenário nacional, como Ana Carla Fonseca, referência da Economia Criativa; Rômulo Avelar, da área de Gestão e Produção Criativa; Galiana Brasil, do Itaú Cultural; e Renato Dolabella, do Direito Cultural Brasileiro, com mediação de Taciano Soares, ator e diretor do Ateliê 23.

“É a primeira vez que eles se encontram em um encontro de quatro dias no Brasil”, comenta a coordenadora do evento.

Estreia – Nesta sexta-feira, 08/10, às 10h, o Jandira Theater Move apresenta, em Iranduba, o espetáculo “Mocinha”, do Coletivo Experimental de Teatralidades (Ceta), que aborda sobre retaliações e violências sofridas pelas mulheres em uma sociedade machista e misógina.

Às 20h, a primeira apresentação no Teatro Amazonas é “Fina”, de Um Teatro Produções. O enredo, com duração de 40 minutos e classificação livre, traz uma menina especial que gosta de conversar com bonecas e tem medo que ninguém apareça na sua festa de aniversário.

No Youtube da Fetam, vão ser pick “Para Meninos e Gaivotas, um Voo Rasante”, da Cia. Sylvia Que Te Ama Tanto, às 10h; e “Imemorial”, solo de Larissa Latif, do Pará, às 13h.

Programação

  • No sábado (09/10), no Youtube, tem “Caio do Céu”, da Companhia de Solos e Bem Acompanhados, do Rio Grande do Sul, às 10h; e “Rosas Negras”, solo da atriz Fabíola Nansurê, da Bahia, às 13h.
  • No Teatro da Instalação (rua Frei José dos Inocentes, Centro), às 17h, no congresso público “Se Eu Fosse um Rato”, com o ator Ítalo Rui.
  • No Teatro Amazonas, às 20h, vai ser à vez de “E o Céu Beijou a Boca de Saturno”, da Descartável Cia & Produtora Cultural.
  • No domingo (10/10), o Youtube traz “Lua de Mel”, de Lamira Artes Cênicas, do Tocantins, às 10h; e “A Borracheira”, da Associação Cultural O Imaginário, de Rondônia, às 13h.
  • Às 16h, a atriz Carol Santa Ana, em parceria com o Ateliê 23, apresenta, no Teatro da Instalação, o solo “A Mulher que Desaprendeu a Dançar”; e, às 19h, a Companhia de Artes Cênicas entra em cena com “Circo de La Mamá”.
  • Na segunda-feira (11/10), pelo Youtube, tem “Palhaço Microbinho em Família”, de Rogério Barcellos, do Acre, às 10h; e “À Luz do Luar – Um Fragmento”, da Cia Pão Doce de Teatro, do Rio Grande do Norte, às 13h.
  • No Largo de São Sebastião, às 17h, um Nupramta apresenta “A Bolha”; e às 20h, tem “Jogo do Bicho”, do Grupo Garagem, no Buia Teatro (Rua Libânia, 300, Centro).
  • Já na terça-feira (12/10), o Youtube da Fetam traz “Cadê todo mundo?”, Da Criart Teatral, de Roraima, às 10h; e “Desterrados – Um Eco de Resistência”, da Casa Circo, do Amapá, às 13h.
  • No Buia Teatro, às 17h, o Processo Natimorto exibe “Abaporutação”; e, às 20h, tem “Menina Miúda”, de Menina Miúda Produções, no Teatro Amazonas.

Para os espetáculos no Teatro da Instalação e Teatro Amazonas é necessário agendamento pelo Portal da Cultura ( cultura.am.gov.br ) e comprovante de vacinação na entrada dos equipamentos culturais, além do uso obrigatório de máscara.

*Com informações da assessoria

Deixe um comentário