Festival de Parintins é adiado oficialmente para 2021

A decisão foi anunciada por Wilson Lima durante reunião com chefes de poderes que teve a presença de diretores dos bumbás e da FVS.

55º Festival Folclórico de Parintins está oficialmente transferido para junho de 2021. A informação acaba de ser confirmada pelo governador do Estado, Wilson Lima, durante reunião com os chefes de poderes.

Participam da reunião órgãos como Tribunal de Justiça do Amazonas, Ministério Público do Estado, Ministério Público do Trabalho, Fundação de Vigilância em Saúde e representantes dos bumbás Caprichoso e Garantido, da Indústria e Comércio e também da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amazonas.

Desde que o Festival, que aconteceria nos dias 26, 27 e 28 de junho, foi adiado por conta da pandemia, os bumbás tentavam agendar uma nova data. Caprichoso e Garantido chegaram a anunciar o evento para os dias 6, 7 e 8 de novembro, mas com a pandemia ainda inspirando cuidados, o festival fica inviável.

Em nenhum momento, o Governo do Estado avalizou a decisão dos bumbás de transferir o evento para novembro. O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 no Estado vê com preocupação o relaxamento geral da população quanto às medidas preventivas contra o novo coronavírus, como uso de máscaras e o distanciamento social. Diante disso, as autoridades de saúde avaliam que não há segurança suficiente, neste momento, para a flexibilização de outras medidas restritivas como retomada de grandes eventos, a exemplo do Festival de Parintins.

“A decisão é que a 55ª edição do Festival Folclórico está adiada pra junho do ano que vem. É claro que esse é um indicativo que a gente tem, e só vamos tomar qualquer decisão se tivermos a segurança necessária de realizar o evento, se não colocar a vida das pessoas em risco”, destacou o governador.

Ação

Desde que os bumbás anunciaram a realização do Festival de Parintins em novembro, muitas pessoas questionaram a decisão devido à situação da pandemia ainda estar longe de um controle seguro. Na época, a Defensoria Pública do Estado abriu, ainda em julho, um procedimento para averiguar a viabilidade da realização do Festival. Em agosto, com base na feita de relatórios que sustentassem a segurança do festival, o órgão recomendou a suspensão do anúncio da realização do evento.

*Com informações de ACrítica

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here