Ex-vice-presidente é sequestrado no Paraguai

O Exército do Povo Paraguaio (EPP) é apontado como responsável pelo sequestro de Oscar Sanchez e seu empregado no norte do país.

O ex-vice-presidente do Paraguai, Oscar Denis Sanchez, 73 anos, foi sequestrado por um grupo armado nesta quarta-feira (9), quando chegava em sua fazenda no município de Bella Vista Norte, fronteira com o município brasileiro Mato Grosso do Sul.

O veículo ex-vice e ex-senador foi encontrado por funcionários na estrada que leva à propriedade, com as portas abertas e panfletos do grupo armado de esquerda autodenominado Exército do Povo Paraguaio (EPP) dentro. Adelio Mendoza, funcionário do político que estava com ele, também foi sequestrado.

O crime ocorre após a morte de duas meninas de 11 anos, apontadas como filhas de líderes do grupo armado, durante um confronto com a Força Tarefa Conjunta (JTF) do Paraguai, uma força armada integrada por militares, policiais e a Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD), cujo o objetivo é combater o crime organizado e grupos criminosos na zona norte do país

O Congresso Nacional publicou um comunicado expressando seu repúdio às ações do grupo armado. Emitido em nome do presidente do Senado, Oscar Salomón, o documento condenou o “ato desprezível, o de privar os cidadãos de sua liberdade; direito consagrado em nossa Constituição Nacional”

Efraín Alegre, presidente do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), responsabilizou o presidente paraguaio, Mario AbdoBenitéz (Partido Colorado) por “sua óbvia falta de jeito e inutilidade”, pelo sequestro do ex-vice-presidente Óscar Denis e também exigiu a “demissão imediata” do ministro da Defesa e do ministro do Interior do Paraguai.

O Presidente da República e Comandante em Chefe das Forças Armadas da Nação, Mario Abdo, viajou para Concepcíon junto com o ministro do Interior, Euclides Acevedo Candia, a fim de apoiar e supervisionar ‘in loco’ os trabalhos realizados pelos órgãos de segurança – Ministério Público e Unidade Anti-sequestro – para apurar o paradeiro (e eventual resgate) do ex-vice-presidente da República, Oscar Denis Sánchez, e seu assistente Adelio Mendoza.

Em coletiva de imprensa realizada na sede do Comando de Operações de Defesa Interna (CODI), com sede no distrito de Arroyito, o ministro do Interior afirmou que a prioridade é recuperar o ex-vice-presidente da Nação, Oscar Denis Sánchez, vivo, e seu auxiliar – motorista e lavrador – Adelio Mendoza, 21 anos, pertencente à etnia Paí Tavyterá e natural da comunidade Itá Yeguaká.

*Com informações do SBT Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here