Ewerton Wanderley cobra ação do poder público para prevenir suicídios na Ponte Rio Negro

Ver. Ewerton Wanderley (PHS)

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Manaus (CMM), durante o pequeno expediente, nesta segunda-feira (06/08), o vereador Dr. Ewerton Wanderley (PHS) falou sobre os números alarmantes de pessoas com depressão na cidade de Manaus, e se disse preocupado com a quantidade de casos de suicídio registrados na ponte Jornalista Phelippe Daou, conhecida como ponte sobre o rio Negro.  Segundo dados apresentados pelo vereador, mais de 50 casos de suicídio já foram registrados desde que a ponte foi inaugurada em 2012. Por semana, em média, pelo menos seis pessoas tentam suicídio no local.

“O poder público precisa agir e ser mais atuante para impedir que isso continue acontecendo. Medidas urgentes precisam ser tomadas. É necessário intensificar ações de  conscientização, monitoramento por câmeras na ponte, maior policiamento com equipe treinada para a intervenção, instalação de um stand de acolhimento de possíveis suicidas. Além disso, é de suma importância,  investir mais em assistência psicológica, na ampliação da rede de centros de assistência psicossocial e na contratação de psicólogos para as unidades de saúde e escolas”, defendeu Ewerton Wanderley.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em 2018, foram registrados em Manaus 652 atendimentos de pessoas com sintomas depressivos ou transtornos depressivos nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Levantamento da  Organização Mundial de Saúde (OMS), aponta que a depressão atinge aproximadamente 6% dos brasileiros (11 milhões de pessoas).

Dr. Ewerton lembrou que já cobrou diversas vezes na tribuna da CMM, a ampliação do quadro de psicólogos no serviço público de saúde da capital. “A saúde mental fragilizada está diretamente ligada aos casos de suicídio, e o psicólogo pode ajudar na prevenção desse tipo de ocorrência, pois é ele quem analisa as atitudes, os sentimentos e os mecanismos mentais dos pacientes, identifica possíveis problemas, intervém e realiza o tratamento adequado, quando necessário”, complementou.

O vereador elogiou a união entre Exército e Prefeitura de Manaus, que assinaram um termo de parceria com objetivo de unir forças no combate à depressão e ao suicídio. Como resultado da parceria foi elaborada uma extensa programação de ações durante o  mês de setembro, como parte da campanha “Setembro Amarelo”,  que visa conscientizar a população sobre a importância da vida e prevenção do suicídio. A parceria foi incluída no Calendário Oficial do Município pela Lei 2.434/2019, sancionada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, no início de julho deste ano.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here