Europeus prometem “medidas de reciprocidade” após Maduro expulsar embaixadora da UE em Caracas

A decisão de Maduro aprofunda o isolamento internacional de seu governo, sem relações com Washington e com os principais países da região

O presidente Nicolás Maduro deu prazo de 72 horas para a embaixadora da União Europeia, a portuguesa Isabel Brilhante Pedrosa, deixar a Venezuela. A decisão, anunciada na noite de segunda-feira (29) durante a premiação de jornalistas venezuelanos no Palácio Presidencial de Miraflores, gerou condenação do chefe da diplomacia europeia, o espanhol Josep Borrell. Na manhã desta terça-feira (30), Borrell anunciou medidas de “reciprocidade” contra o governo venezuelano

POR RFI

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here