Estudante picado por cobra naja no DF continua em estado grave na UTI

De acordo com informações do Ibama, trata-se do primeiro caso de pessoa picada por uma cobra Naja em solo brasileiro ─ Imagem: Reprodução

Continua internado, em estado grave, o estudante Pedro Henrique Santos, de 22 anos, que foi picado por uma cobra Naja na residência dele, no Guará, região administrativa de Brasília. O acidente aconteceu na última segunda-feira (6).

O rapaz está entubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular no Gama.

Ele recebeu soro antiofídico do Instituto Butantã, em São Paulo e de acordo com a assessoria de imprensa do hospital, foram enviadas todas as doses que o instituto tinha.

O Ibama enviou o animal para o Zoológico, onde deve permanecer por enquanto, segundo o diretor de Répteis, Anfíbios e Artrópodes da instituição, Carlos Eduardo Nóbrega. De acordo com o diretor, a cobra é nativa da Tailândia e está ameaçada de extinção. Ele descreveu os efeitos do veneno no ser humano e afirmou que o estudante ainda corre risco de morte.

A Polícia Civil do Distrito Federal está investigando o caso.

POR AGÊNCIA BRASIL

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here